22°
Máx
17°
Min

Vasco joga mal, mas vence o Tupi e amplia invencibilidade para 29 jogos

(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br) - Vasco joga mal, mas vence o Tupi e amplia invencibilidade para 29 jogos
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

O Vasco segue imbatível na temporada 2016. Invicto há 29 jogos, o time carioca não jogou bem, mas fez o suficiente para superar o Tupi por 1 a 0, neste sábado, no Estádio de São Januário, no Rio. O resultado mantém o clube carioca com campanha perfeita na Série B, com seis pontos, enquanto os mineiros permanecem sem pontuar.

Sem muito tempo para comemorar, o Vasco já retorna a campo na próxima terça-feira para enfrentar o Vila Nova, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela terceira rodada da Série B. Já o Tupi tenta se reabilitar contra o Paysandu, no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora.

Assim como durante a semana, quando teve dificuldades para empatar com o CRB e avançar na Copa do Brasil, o Vasco mostrou não ter encontrado um caminho para atuar sem Riascos, cujo contrato de empréstimo se encerrou há uma semana. Além do colombiano, o time praticamente não contou com Andrezinho. Logo no início da partida, o jogador sentiu dores na coxa e teve de ser substituído pelo prata da casa Evander.

O início do duelo foi o momento mais crítico para o Vasco. Sem dois dos principais destaques na temporada, o time quase foi surpreendido, por Jonathan, não fosse a boa defesa de Martin Silva. No rebote, a defesa voltou a dar espaço. Filipe Alves finalizou forte e viu a bola acertar o travessão.

Thalles, o substituto de Riascos, mais uma vez, decepcionou. Com pouca movimentação, finalizou apenas uma vez, mas sem perigo após lançamento de Yago Pikachu. Com os laterais bem marcados, as opções eram escassas. A saída foi apostar nos lançamentos. Em falta na intermediária, aos 37 minutos, Nenê jogou a bola na área, o goleiro Glaysson saiu mal e Luan completou para o gol vazio: 1 a 0.

O segundo tempo ganhou um pouco de emoção. Com mais espaço pelas laterais, o Vasco passou a criar, mas voltou a esbarrar na falta de um centroavante. Só que também deu espaço para o adversário. Aos 23, Marcelo Serrato teve liberdade e chutou forte no travessão. Aos 27, a defesa deixou Henrique livre na área. O volante finalizou e Martin Silva fez grande defesa.

O jogo só ficou mais tranquilo aos 31, quando Jonathan foi expulso. Thalles, apagado, teve grande chance para ampliar, após passe de Nenê, e desperdiçou. A torcida voltou a protestar contra o atacante, mas saiu aliviada com mais uma vitória do Vasco na temporada.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 0 TUPI

VASCO - Martin Silva; Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio Cesar (Henrique); Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho (Evander, depois Diguinho) e Nenê; Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorginho.

TUPI - Glaysson; Formiga, Heitor, Rodolfo Mol e Bruno Costa; Rafael Jataí, Filipe Alves (Henrique) e Marcos Serrato; Jonathan, Thiago Silvy (Ygor) e Giancarlo (Gabriel Sacilotto). Técnico: Ricardo Drubscky.

GOL - Luan, aos 37 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (AL).

CARTÕES AMARELOS: Martin Silva, Thalles, Diguinho, Evander e Yago Pikachu (Vasco); Rafael Jataí e Formiga (Tupi).

CARTÃO VERMELHO - Jonathan (Tupi).

PÚBLICO - 4.460 pagantes (5.460 no total).

RENDA - R$ 147.035,00.

LOCAL: Estádio de São Januário, no Rio.