21°
Máx
17°
Min

Vasco perde de novo em casa, desta vez para o Paraná, mas mantém a liderança

O Vasco voltou a decepcionar em casa pela Série B do Campeonato Brasileiro. Em atuação ruim, o time cruzmaltino perdeu de virada por 2 a 1 para o Paraná, nesta terça-feira, no estádio de São Januário, no Rio. A torcida não perdoou mais um resultado ruim como mandante e vaiou a equipe, principalmente o zagueiro Aislan, no confronto pela 13.ª rodada.

Como já havia perdido para o Paysandu, foi o segundo revés vascaíno em São Januário pela Série B. Mesmo com o tropeço, o time mantém a liderança, com 28 pontos, e enfrenta o Avaí, neste sábado, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. No mesmo dia, o Paraná, agora com 20 pontos, pega o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Assim como na última vitória, o Vasco não demorou a balanças as redes. Logo aos cinco minutos, Madson cobrou lateral na área e contou com a ajuda da defesa, que falhou e deixou Nenê chutar de primeira para colocar o time da casa na frente: 1 a 0.

O problema é que o bom início não teve sequência. Atrás no marcador, o Paraná reagiu e quase marcou com Robson, em falha do zagueiro Rodrigo. Apagado nos jogos anteriores, Nenê teve alguns lampejos e quase ampliou aos 32 minutos, em chute na entrada da área. Mas, aos 35, o empate. Após cruzamento na área, Jorge Henrique tentou afastar, mas desviou de cabeça e marcou contra: 1 a 1.

O segundo tempo começou devagar até Nenê brilhar novamente. Aos 13 minutos, o meia fez ótima jogada e encontrou Andrezinho livre na pequena área. O meia dominou e chutou forte na trave. No rebote, Leandrão tentou de cabeça e errou o alvo. Toda jogada ofensiva tinha de passar pelos pés do camisa 10. Aos 29, ele girou na entrada da área e acertou um belo chute de esquerda para a defesa de Marcos.

A fraca atuação era percebida nas arquibancadas, com as vaias da torcida, e em Jorginho, nervoso à beira do campo. A bronca do treinador resultou em pressão e quase gol de Rodrigo, de cabeça, aos 32 minutos. No fim da partida, aos 41, Leandrão aproveitou cruzamento de Henrique, mas errou o cabeceio. Aos 42, Aislan trombou com William, a bola sobrou para Robson, que tocou para Murilo Rangel tirar do goleiro uruguaio Martin Silva e marcar a virada paranista no Rio: 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 2 PARANÁ

VASCO - Martin Silva; Madson, Luan (Aislan), Rodrigo e Henrique; Diguinho, Julio dos Santos (William), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Leandrão. Técnico: Jorginho.

PARANÁ - Marcos; Diego Tavares, Leandro Silva, Alisson e Rafael Carioca (Claudevan); Basso, Murilo Rangel, Fernandes e Válber (Henrique); Róbson e Lúcio Flávio (Robert). Técnico: Marcelo Martelotte.

GOLS - Nenê, aos 5, e Jorge Henrique (contra), aos 35 minutos do primeiro tempo; Murilo Rangel, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jorge Henrique, Leandrão e Julio dos Santos (Vasco); Robert (Paraná).

ÁRBITRO - Rodrigo Batista Raposo (DF).

RENDA - R$ 91.210,00.

PÚBLICO - 3.035 pagantes (3.468 no total).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).