24°
Máx
17°
Min

Vasco tropeça em casa com derrota para o Paysandu, mas segue líder na Série B

Após perder a invencibilidade de 34 jogos, o Vasco viu cair a sua série invicta em São Januário também chegar ao fim. Após 17 partidas sem derrota no seu próprio estádio, o time carioca foi batido pelo Paysandu por 2 a 0, neste sábado, no Rio. O revés pela 10.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro mantém o time na liderança, mas deixa o alerta ligado para os jogos seguintes.

Com 22 pontos, o time permanece na ponta por ter sido favorecido pelos tropeços dos adversários e volta a campo nesta terça-feira, em Londrina (PR), para enfrentar o Londrina, que surpreendeu e venceu o Bahia fora de casa. O Paysandu, que vive bom momento com a chegada do técnico Gilmar Dal Pozzo, assumiu a 13.ª posição, saiu da zona do rebaixamento e agora tem 12 pontos.

Foi um primeiro tempo em que o Vasco começou disposto a fazer o resultado da forma mais rápida possível. Logo no primeiro minuto, Nenê cobrou falta no travessão e animou a torcida carioca. Aos cinco, o meia, mais uma vez, fez boa jogada, mas falhou na hora de passar para Thalles completar.

Em bola parada, o time teve nova chance. Desta vez quem cobrou foi Andrezinho, que bateu mal. Só nos 15 minutos finais é que o Paysandu cresceu e equilibrou o confronto. Poderia ter feito com Rafael Costa, mas o meia finalizou no centro e facilitou o trabalho do goleiro uruguaio Martin Silva.

No início do segundo tempo, o técnico Jorginho decidiu arriscar. Primeiro tirou Marcelo Mattos para a entrada de Eder Luis. A mudança não surtiu muito efeito, com apenas uma jogada perigosa, quando o jogador que veio da reserva cabeceou forte e Emerson defendeu. Aos 22 minutos, o treinador ousou ainda mais com a saída do outro volante, William, para colocar Caio Monteiro.

A ideia era ter um ataque mais potente, porém o que aconteceu foi uma defesa exposta, sem proteção. O Paysandu percebeu o buraco e avançou os laterais para explorar o contra-ataque. Foi assim que saiu o gol. Aos 34 minutos, Edson Ratinho fez boa jogada pela direita e cruzou para Jhonnatan marcar de cabeça: 1 a 0.

No fim, o desespero bateu e o time sofreu mais um gol. Aos 42 minutos, Alexandro ganhou no alto e a bola sobrou para Jhonnatan. O atacante avançou, driblou Martin Silva e se atrapalhou com a bola, mas conseguiu mandar para o fundo das redes pela segunda vez e sacramentar a vitória paraense em São Januário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 x 2 PAYSANDU

VASCO - Martin Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Eder Luis), William (Caio Monteiro), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles (Leandrão). Técnico: Jorginho.

PAYSANDU - Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e Lucas; Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Rafael Costa (Domingues); Fabinho Alves (Raí) e Leandro Cearense (Alexandro). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

GOLS - Jhonnatan, aos 34 e aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Nenê, Leandrão, Rodrigo e Andrezinho (Vasco); Fernando Lombardi e Rafael Costa (Paysandu).

ÁRBITRO - Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL).

RENDA - R$ 326.730,00.

PÚBLICO - 7.185 pagantes (8.463 no total).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).