28°
Máx
17°
Min

Vasco vence o CRB em Maceió e aumenta folga na liderança da Série B

(Foto: Divulgação/Vasco) - Vasco vence o CRB em Maceió e aumenta folga na liderança da Série B
(Foto: Divulgação/Vasco)

O Vasco venceu o CRB por 2 a 1, neste sábado, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube carioca segue na liderança da tabela, com 28 pontos e uma vantagem de cinco para o segundo colocado, o Ceará. O CRB estacionou nos 19 pontos, na sexta posição.

Desde o começo, a equipe da casa se mostrou empenhada em garantir a vitória. Logo no início da partida, chegou com perigo e pressionou o Vasco em seu campo. Além do gol de Lúcio Maranhão, que saiu de um erro da defesa vascaína, o CRB teve várias oportunidades claras de marcar. Apesar disso, o time de São Januário se aproveitou de um erro na saída de bola no primeiro tempo e empatou com Leandrão.

Na segunda etapa, Andrezinho fez um golaço em cobrança de escanteio e virou o placar. A equipe alagoana pressionou muito, mas Martin Silva teve uma atuação espetacular e garantiu a vitória ao defender um pênalti no fim.

As equipes voltam a campo para a próxima rodada da Série B na próxima terça-feira. O CRB enfrenta o Joinville, na Arena Joinville, às 19h15, e o Vasco recebe o Paraná em São Januário, às 20h30.

O JOGO - Em casa, o CRB começou pressionando e marcando o Vasco em sua própria defesa. Aos 5, o time alagoano já havia chegado duas vezes com perigo na área dos cariocas. Pressionado, o Vasco não conseguiu ficar com a bola nos minutos iniciais. Aos 12, Jussani chutou forte de fora da área e Martín Silva defendeu em dois tempos. Em uma chance muito clara, aos 19, Wellington Junior ficou livre dentro da área e, com o gol aberto, chutou para fora.

Aos 26, o CRB foi recompensado pelo melhor início. O zagueiro Aislan errou a saída de bola e Leandro Maranhão, oportunista, ficou cara a cara com Martin Silva. O atacante encobriu o goleiro e abriu o placar. Os torcedores alagoanos mal puderam comemorar. Aos 29, Leandrão recebeu na área, disputou com a defesa e, mesmo sem liberdade, acertou um belo chute nas redes do goleiro Juliano, empatando o jogo no Rei Pelé.

Após o empate, o time de São Januário conseguiu segurar mais a bola e diminuiu o ritmo do CRB. Aos 42, Olívio recebeu de Diego na área, errou o domínio e acabou desperdiçando uma boa chance. O CRB ainda teve outra grande oportunidade aos 45, quando Luidy recebeu livre na área e cabeceou muito perto da meta de Martin Silva, mas a arbitragem já havia marcado impedimento. Assim, o Vasco foi para o vestiário aliviado.

Na volta do intervalo, o time do Rio voltou pressionando e com o sistema defensivo mais arrumado. E os times passaram a alternar as ações ofensivas. Aos 10, Diego levantou na área e Boaventura cabeceou para fora. Aos 12, Andrezinho mudou o rumo da partida. Em cobrança de escanteio com efeito, o meia marcou um belo gol olímpico, virando o placar para o Vasco.

Em desvantagem, o CRB mudou dois jogadores para dar mais velocidade ao time. A pressão foi completa. Aos 25, Galdezani bateu forte de fora da área e Martín Silva espalmou para o lado. No rebote, Magrão passou para Olívio, que chutou em cima da zaga. Martin Silva voltou a brilhar em dois chutes de Gerson Magrão. O Vasco se defendeu como pôde e esperou brechas para contra-atacar.

Nos minutos finais, o jogo ficou aberto, e o time do Rio chegou a ser mais ofensivo. Aos 43, Galdezani caiu na área do Vasco após disputa com Aislan. O árbitro Luiz Marinho mandou seguir, mas o assistente sinalizou a penalidade. Após muita reclamação dos jogadores vascaínos, Diego bateu e Martin Silva defendeu e se consagrou na partida, assegurando mais uma vitória vascaína.

FICHA TÉCNICA

CRB 1 X 2 VASCO

CRB - Juliano; Bocão, Jussani, Flávio Boaventura, Diego; Olívio, Galdezani, Dakson (Gerson Magão), Luidy (Roger Gaúcho); Wellinton Júnior (Assisinho) e Lúcio Maranhão. Técnico: Mazola Júnior.

VASCO - Martín Silva, Madson (Yago Pikachu), Luan, Jomar, Julio Cesar (Henrique); Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho, Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis) e Leandrão. Técnico: Jorginho

GOLS - Lúcio Maranhão, aos 26, e Leandrão, aos 29 minutos do primeiro tempo; Andrezinho, aos 12 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho (SP).

CARTÕES AMARELOS - Olívio, Diego Jussani (CRB); Marcelo Mattos, Luan, Nenê (Vasco).

RENDA e PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).