24°
Máx
17°
Min

Vidente de Apucarana anunciou, em março, acidente de avião com time de futebol

O mundo inteiro está comovido com a tragédia envolvendo o avião da delegação da Chapecoense. As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas no acidente aéreo na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia.

O acidente é o assunto mais comentado nas rede sociais, e com isso, uma entrevista com o vidente Carlinhos de Apucarana veio à tona (o vídeo foi editado pelo site AN Notícias). Em um programa da TV Tarobá, afiliada da TV Bandeirantes em Cascavel, no dia 29 de março de 2016, o vidente afirma que um grave acidente de avião iria acontecer, dentro de um período de um ano e meio. Ele ainda contou que, segundo as previsões, um time de futebol com todos os jogadores estaria nesse avião.

Morador de Apucarana (a 63 quilômetros de Maringá), o vidente José Carlos Ferreira, 54 anos, conhecido como Carlinhos, estava em Cambé na manhã desta terça-feira (29), onde faz atendimentos e obras sociais. Por telefone, ele contou ao portal Massa News que já havia feito a previsão sobre o desastre aéreo com um time de futebol em um programa gravado em Fortaleza. Depois, reafirmou o fato em Cascavel.

“Por um lado, eu fico muito feliz de ter acertado, de outro muito triste pelas mortes. Eu não gosto de prever a morte de ninguém”, declarou. O vidente sabia que o acidente iria acontecer com uma equipe de futebol, com a morte de vários integrantes do elenco, mas ainda tinha dúvidas sobre onde seria a tragédia e se envolveria um time do Brasil.


Nascido em uma família pobre, Carlinhos teve uma vida de dificuldades e, desde os nove anos, faz previsões. Ex-morador de Sarandi, na região metropolitana de Maringá, ele contou que sua casa vivia cheia de pessoas à procura de previsões.

O hoje morador de Apucarana foi o vidente que também anunciou a morte do ex-governador de Pernambuco, durante a campanha à presidência da República. Suas novas previsões envolvem um notícia chocante sobre o apresentador Sílvio Santos e a renúncia do presidente Michel Temer.