22°
Máx
14°
Min

Villarreal surpreende e elimina Napoli na Itália; Dortmund passa pelo Porto

(Foto: Divulgação) - Villarreal surpreende e elimina Napoli na Itália; Dortmund passa pelo Porto
(Foto: Divulgação)

O Villarreal surpreendeu o Napoli e conquistou nesta quinta-feira a classificação para as oitavas de final da Liga Europa. O time espanhol sofreu com a pressão do adversário durante boa parte do confronto na Itália, mas encontrou seu gol em uma rara ida ao ataque e arrancou o empate por 1 a 1 que lhe era favorável. Na primeira partida, em casa, o Villarreal havia vencido por 1 a 0.

O Napoli precisava reverter a vantagem do Villarreal. Por isso, iniciou o duelo desta quinta pressionando e foi premiado aos 16 minutos. Após tentativa de lançamento para a área, Musacchio afastou, mas Hamsik chegou batendo de primeira, sem deixar a bola cair, e acertou o canto esquerdo do goleiro para marcar um belo gol.

O gol só intensificou o ímpeto italiano e o fim do primeiro tempo foi todo do Napoli. Aos 42 minutos, Mertens recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro. Musacchio tentou afastar, mas deu um susto em seus companheiros ao acertar a trave. Aos 44, o mesmo Mertens puxou contra-ataque, avançou e bateu de fora da área, à direita.

O time da casa queria o segundo gol que lhe daria a vaga, mas em uma rara ida ao ataque, o Villarreal empatou. Aos 13 minutos, após escanteio da direita, Pina aproveitou sobra de bola pelo lado esquerdo e tentou o cruzamento. Mas a bola foi fechada demais, encobriu Reina e morreu no ângulo esquerdo do goleiro.

Se a pressão napolitana já era intensa, com a equipe precisando de dois gols ela só ampliou. Aos 23, David López teve a chance mas isolou. Aos 26, Insigne e Mertens, em lances consecutivos, pararam em ótimas defesas de Areola. Jorginho, da entrada da área, ainda deu um último susto nos espanhóis, mas jogou à direita.

DORTMUND BATE O PORTO - Em Portugal, o Borussia Dortmund não deu chances para o Porto, venceu por 1 a 0 e também garantiu a classificação às oitavas de final. Depois de abrir vantagem no jogo de ida ao triunfar por 2 a 0, os alemães foram novamente superiores nesta quinta-feira e passaram sem maiores dificuldades.

Precisando ir para o ataque para mudar o cenário desfavorável, o Porto tentou pressionar o Borussia Dortmund no início da partida desta quinta-feira, mas mal chegou a assustar. Pelo contrário, era o time alemão quem mais ficava com a bola e controlava a partida com tranquilidade.

Até que aos 22 minutos, os visitantes abriram o placar. Mkhitaryan recebeu pela direita e cruzou de primeira, na medida, para Reus, que chegou batendo. Casillas fez grande defesa, mas a sobra ficou com Aubameyang, em posição irregular não vista pela arbitragem. O atacante finalizou firme e quase errou, mas a bola tocou no travessão, novamente em Casillas e entrou.

Desesperado, o Porto se lançou ao ataque e até teve boas situações. Aos 26, Marega bateu rente ao travessão. Aos 40, o brasileiro Evandro, ex-Palmeiras, quase fez um golaço. Ele fez grande jogada individual, passou por dois jogadores e bateu cruzado, rente à trave. No lance seguinte, Varela aproveitou cruzamento da direita e cabeceou cruzado, mas Burki mergulhou para fazer grande defesa.

Sem reagir antes do intervalo, o Porto desanimou para o segundo tempo e aceitou a derrota. O que se viu nos últimos 45 minutos foi o time português tocando de lado, tentando achar uma brecha na defesa adversária, mas sem grande ímpeto. O Dortmund, nos contra-ataques, até levava mais perigo, mas não alterou o placar.

OUTROS JOGOS - Quem também garantiu vaga nas oitavas de final nesta quinta-feira foi o Sevilla. Atual campeão do torneio, o time espanhol abriu boa vantagem no jogo de ida diante do Molde ao fazer 3 a 0 em casa. Por isso, a derrota por 1 a 0 na Noruega pouco importou.

O Basel conseguiu a classificação mais emocionante ao marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Saint-Étienne, em casa, na Basileia (Suiça), aos 46 minutos do segundo tempo, com Zuffi. Os suíços, que jogaram por 10 minutos com um jogador a mais, avançaram pelos gols fora, uma vez que perderam por 3 a 2 na França.