27°
Máx
13°
Min

Vitória surpreende o Grêmio em Porto Alegre e vence por 2 a 1

(Foto: Divulgação/Vitória) - Vitória surpreende o Grêmio em Porto Alegre e vence por 2 a 1
(Foto: Divulgação/Vitória)

O Vitória superou uma noite fria em Porto Alegre para surpreender o Grêmio em sua própria casa e vencer por 2 a 1, nesta quinta-feira, pela 10.ª rodada do Brasileirão. O jogo foi marcado por um pênalti discutível marcado a favor dos baianos pelo árbitro catarinense Sandro Meira Ricci. No lance, ainda no primeiro tempo, Bressan foi expulso.

Com essa derrota, o Grêmio segue com 18 pontos, no terceiro lugar, agora perdendo o status de invicto em seu estádio, a Arena Grêmio - só o Palmeiras ainda não perdeu como mandante. Já o Vitória sobe para 12 e se distancia da zona de rebaixamento.

O Grêmio retorna ao gramado no próximo domingo, às 16h, para enfrentar o Atlético-PR, em Curitiba. O Vitória receberá a Ponte Preta no Barradão no mesmo dia e horário.

O JOGO - O placar foi aberto aos 25 minutos do primeiro tempo, por Kieza. Diego Renan cruzou e o atacante fez, de cabeça, seu quinto gol na competição. Cinco minutos depois, Bressan derrubou Dagoberto na área e foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo.

Sem o jogador, o técnico Roger Machado teve que repor o sistema defensivo, tirando um atacante para a entrada de um lateral. Ele já não contava com quatro titulares: Wallace Reis, Maicon e Geromel, que sofreram lesão muscular no último jogo, e ainda Miller Bolaños, que retornou da seleção equatoriana, mas está com um problema similar.

Como Diego Renan converteu o pênalti, o Grêmio se viu atrás do placar com desvantagem de dois gols, perdeu o foco e se arrastou até o final da primeira etapa. Só não tomou o terceiro graças a defesa de Marcelo Grohe no chute de Kieza.

Mesmo com um jogador a menos, o Grêmio descontou num gol contra de Victor Ramos, aos 10 minutos. O zagueiro não teve culpa, já que a bola bateu nele depois de Fernando Miguel cortar de soco um cruzamento. A bola foi na cara do ex-palmeirense.

Próximo do final do jogo, o Grêmio teve uma grande oportunidade para empatar o jogo: aos 44 minutos, o Vitória se desestabilizou e permitiu o contra-ataque do tricolor. Na cara do gol, Luan tentou dar um toque por cima de Fernando Miguel, mas mandou bola para fora em uma das melhores chances dos gremistas na partida.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 1 X 2 VITÓRIA

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Jailson), Douglas (Negueba) e Giuliano; Luan e Everton (Marcelo Hermes). Técnico - Roger Machado.

VITÓRIA - Fernando Miguel; Victor Ramos, Ramon, Kanu e Diego Renan; Amaral (Leandro Domingues), Willian Farias, Tiago Real e Euller (José Welison); Kieza e Dagoberto (Marcelo). Técnico - Vagner Mancini.

GOLS - Kieza, aos 25, e Diego Renan, de pênalti, aos 30 minutos do primeiro tempo; Victor Ramos, aos 10 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/SC)

CARTÕES AMARELOS - Tiago Real, Victor Ramos, Euller e Dagoberto.

RENDA - R$ 352.108

PÚBLICO - 14.382 pagantes.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).