22°
Máx
17°
Min

Volta Redonda goleia CSA por 4 a 0 e conquista o título da Série D do Brasileiro

O Volta Redonda é o primeiro campeão nacional de 2016. Com uma atuação irretocável, o time carioca goleou o CSA por 4 a 0 para conquistar o título da Série D do Campeonato Brasileiro - a quarta divisão nacional -, neste sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). No jogo de ida, em Maceió, houve empate sem gols.

Esta é a primeira vez que o Volta Redonda, com apenas 40 anos de fundação, conquista um título em âmbito nacional. E de forma invicta e com a melhor campanha entre os 68 participantes. Antes, as suas maiores conquistas foram os vices do Campeonato Carioca de 2005 e da Série C de 1995, além de quatro títulos da Copa Rio, torneio similar à Copa Paulista.

Do outro lado, o CSA, 37 vezes campeão alagoano, amarga o quarto vice nacional. Tinha ainda o segundo posto nas edições de 1980, 1982 e 1983 da Taça de Prata. Em 2017, os dois times estão garantidos na Série C do Brasileiro ao lado de São Bento, de Sorocaba (SP), e Moto Club. Ambos também subiram nesta edição da Série D, mas caíram nas semifinais.

FÁCIL - O Volta Redonda precisou de menos de 40 minutos para liquidar o jogo. Mais consciente em campo, o time da casa aproveitou as falhas e o descontrole emocional do CSA para abrir vantagem ainda no primeiro tempo. O primeiro gol saiu aos 26. O atacante Dija Baiano recebeu nas costas dos zagueiros e bateu na saída do goleiro Pantera.

O gol deu mais tranquilidade ao Volta Redonda e escancarou ainda mais os problemas alagoanos. O segundo foi questão de tempo. Aos 31 minutos, o volante Marcelo cruzou da direita e o meia Marcos Júnior, sozinho, cabeceou no ângulo esquerdo do goleiro.

O terceiro saiu em vacilo do goleiro Pantera. Aos 38 minutos, ele soltou a bola nos pés do atacante David Batista. Após o presente, o jogador só empurrou para o gol vazio.

Após um primeiro tempo avassalador, o time carioca buscou apenas controlar o jogo na segunda etapa. Mesmo assim, contou com nova falha do goleiro Pantera para fazer o quarto gol. Após cruzamento na área, o arqueiro errou na saída de bola e Marcos Júnior só completou para as redes.

FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 4 x 0 CSA

VOLTA REDONDA - Mota; Osmar, Daniel Felipe, Gilberto e Cristiano; João Cleriston, Marcelo e Marcos Júnior (Luiz Gustavo); Rafael Pernão (Douglas Pedroso), David Batista (Michel Cury) e Dija Baiano. Técnico: Felipe Surian.

CSA - Pantera; Denílson, Leandro Souza, Leandro Cardoso e Rafinha; Panda, Marcos Antônio, Kelvin, Didira (Marcelo Nicácio) e Bismarck (Jeferson Maranhense); Jônatas Obina (Azul). Técnico: Oliveira Canindé.

GOLS - Dija Baiano, aos 26, Marcos Júnior, aos 30, e David Batista, aos 39 minutos do primeiro tempo; Marcos Júnior, aos 21 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Dija Baiano (Volta Redonda); Denilson, Leandro Cardoso, Marcos Antônio, Kelvin e Jeferson Maranhense (CSA).

ÁRBITRO - Antonio Santos Nunes (PI).

RENDA - R$ 137.000,00.

PÚBLICO - 6.748 pagantes (7.848 no total).

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).