21°
Máx
17°
Min

Após empate na Liga Nacional, Marreco visita Caramuru

(Foto: Divulgação / Luciano Maciel) - Após empate na Liga Nacional, Marreco visita Caramuru
(Foto: Divulgação / Luciano Maciel)

Depois de mais um empate na disputa pela Liga Nacional de Futsal (LNF), na partida diante do ALAF de Lajeado, o Cresol/Marreco Futsal volta suas atenções agora para o duelo diante do Caramuru Futsal pela Chave Ouro do Campeonato Paranaense.

O confronto acontece nesta terça-feira (24) em Castro e pode colocar o time de Francisco Beltrão na briga pelas primeiras posições. O Marreco é o atual sexto colocado, com 12 pontos, enquanto a equipe castrense ocupa o quarto lugar, com 17 pontos.

Após o duelo contra o Alvinegro, o Marreco volta suas atenções para a LNF. O time recebe o CAD Guarapuava, tricampeão paranaense, no ginásio Arrudão, na próxima sexta-feira (27). Na sequência, o duelo será contra o Floripa, no dia 6 de junho.

Lajeado

Cresol/Marreco e ALAF de Lajeado se enfrentaram na noite deste sábado (21) pela 6ª rodada da Liga Nacional de Futsal. O jogo foi equilibrado do início ao fim e terminou empatado em 1 a 1. A equipe beltronense se manteve na 12ª posição, enquanto a equipe gaúcha segue sem vencer na competição e ocupa a lanterna da LNF.

Logo aos 12 segundos da primeira etapa o Marreco mostrou que seria um visitante difícil de ser batido e criou uma clara chance de gol com Jardel, que acertou a trave. No decorrer do jogo, a equipe de Lajeado tentou criar as melhores chances e apresentou mais volume de jogo, já que precisava mais da vitória. O primeiro gol do jogo foi marcado aos 17 minutos, quando Giba aproveitou rebote dentro da área e finalizou no canto direito do goleiro Fiúza. O empate não demorou muito e veio com Bolinha, após ótima jogada de Rodriguinho que finalizou para grande defesa do goleiro Chico, que soltou a bola justamente nos pés de Bolinha que não desperdiçou e deixou tudo igual.

Lesão de Oito Meia

Quando as equipes foram para os vestiários durante o intervalo, o jogador Oito Meia saiu carregado pelos companheiros enquanto seu pé esquerdo estava imobilizado. Na volta para o segundo tempo o jogo manteve-se equilibrado até os 6 minutos, quando o técnico Nelsinho do Marreco, pediu a paralisação do jogo para que o seu atleta fosse atendido. Oito Meia estava no banco de reservas e reclamava de dores, quando foi levado a um hospital em Lajeado para realizar exames. Até o retorno da ambulância ao ginásio, o jogo ficou paralisado por cerca de 30 minutos. Quando foi retomado, seguiu equilibrado e aberto para os dois lados até o fim, mas o resultado do primeiro tempo foi mantido.

Colaboração PP News FB.