22°
Máx
14°
Min

Claudinho é desfalque no Keima Futsal contra o Foz

(Foto: Divulgação) - Claudinho é desfalque no Keima Futsal contra o Foz
(Foto: Divulgação)

Um dos destaques do Keima Futsal/AFP no Paranaense, o ala Claudinho está fora da partida de logo mais contra o Casa Nissei/Foz Cataratas. A partida está marcada para às 20h30 no Ginásio de Esportes Oscar Pereira. O atleta sentiu uma fisgada na parte posterior da coxa direita no treinamento. Outro jogador que não estará relacionado por lesão é o pivô Cleodon, que ainda não está inscrito na competição.

Para o duelo contra o Foz Cataratas, Richard ou Farinha devem substituir Claudinho e integrar o quarteto que mais fez gols até aqui pelo Keima, ao lado de Sakai, Guerra e Fits. Além dos dois desfalques por lesão, os jogadores Rafinha, Dudu e o goleiro Gustavo ficam de fora do jogo por conta do número de atletas permitido por partida.

Com os resultados da semana, a equipe ponta-grossense caiu para o segundo lugar, um ponto atrás do Copagril de Marechal Cândido Rondon, que empatou sem gols no meio da semana, fora de casa, contra o AFSU Umuarama.  Já o adversário de sábado, o Foz Cataratas, fez três jogos até aqui na competição. O último foi com vitória para o time da fronteira: 4 a 3 contra o Cresol/Marreco de Francisco Beltrão. Com o resultado, o Foz chegou ao quarto lugar na tabela de classificação, com 6 pontos ganhos.

O técnico Eduardo Baiano falou sobre o que espera da equipe do Foz Cataratas. “Temos buscado trabalhar bastante a questão da marcação deles, já que jogam muito em função do pivô. Queremos sempre melhorar e, mesmo sendo um jogo difícil como é, que a gente possa sair com os três pontos de novo”, disse.

Retrospecto entre as equipes

O retrospecto do duelo é favorável ao rubro-negro. Foram 15 confrontos até aqui, com nove vitórias do Keima Futsal/AFP, quatro vitórias dos iguaçuenses e outros dois empates. A maior goleada aconteceu em 2014, quando o Keima venceu por 9x1 o time do Foz.

Além disso, o jogo marca um recorde para o técnico Baiano. Ele se tornará o terceiro que mais treinou times de Ponta Grossa na Chave Ouro com 29 partidas, ao lado de Luciano Bonfim. À frente estão Wilson Junior com 31 partidas e “Gegê” Machado com 78 jogos no currículo.

Colaboração Assessoria de Imprensa.