22°
Máx
16°
Min

Em Foz, Keima Futsal tenta manter a boa fase fora de casa

(Foto: Divulgação) - Em Foz, Keima Futsal tenta manter a boa fase fora de casa
(Foto: Divulgação)

A equipe do Keima Futsal/AFP possui uma marca interessante no torneio, e poderá aumentá-la amanhã (18), às 20h10, frente o Foz Cataratas. Quando joga longe do Ginásio Oscar Pereira, o time não é derrotado. Essa é a tônica dos cinco primeiros jogos na Chave Ouro do Paranaense de Futsal fora de casa do rubro-negro. Foram três vitórias, contra Marreco, Toledo e Umuarama, além de dois empates.

O time de Ponta Grossa pode também retomar o segundo lugar na tabela. Um tropeço do Guarapuava, último adversário do Keima, e uma vitória simples dos comandados do técnico Baiano, bastam para ficar apenas atrás do Copagril na tabela. Já os donos da casa, o Foz, ocupam o oitavo lugar no campeonato.

No primeiro turno, o Keima Futsal/AFP venceu por 5 a 4, de virada, em atuação no Ginásio Oscar Pereira. A partida de amanhã, no Ginásio Costa Cavalcanti, terá um tempero diferente. O Foz está sem treinador, após Fabinho Gomes ir para o Marreco Futsal de Franciso Beltrão. Além disso, o time de Foz do Iguaçu vem de derrota para o Umuarama por 3 a 2.

O rubro-negro está desfalcado de três atletas, dois deles por lesão. Vitinho, que havia se recuperado, voltou a sentir uma fadiga muscular e não viajou para Foz. No último treino em Ponta Grossa, o goleiro Di Fanti teve uma entorse no tornozelo esquerdo e foi poupado.

Marinho recebeu o cartão vermelho no último jogo e cumprirá suspensão automática de uma partida.  Rafinha e Gustavo não foram relacionados. Dudu, artilheiro do Sul-americano Sub-17 pelo Brasil, volta a fazer parte dos 14 jogadores da partida.

Para o ala Claudinho, a pausa de cinco dias foi importante para recuperar a forma física: “Quando eu voltei, treinei durante duas semanas, que foram bem intensas. Essa pausa foi muito importante para dar tempo de descanso ao corpo e se recuperar de micro lesões”, disse.

Colaboração Assessoria de Imprensa.