22°
Máx
16°
Min

Falcão vira maior artilheiro de Mundiais e Brasil garante 1º lugar com goleada

A seleção brasileira goleou Moçambique por 15 a 3, neste sábado, em Cáli, na Colômbia, e garantiu a liderança isolada do Grupo D do Mundial de Futsal. O grande destaque da partida ficou por conta dos três gols de Falcão, que lhe garantiram a artilharia histórica da competição, com 45, superando os 43 de Manoel Tobias.

Agora o Brasil espera um dos quatro melhores terceiros colocados para conhecer seu adversário nas oitavas de final do Mundial. Já Moçambique encerrou sua participação no torneio com três derrotas nas três partidas disputadas.

Ainda pelo Grupo D, neste sábado, a Ucrânia superou a Austrália por 3 a 1, em Bucaramanga, e garantiu a vaga nas oitavas com o segundo lugar. Agora a seleção ucraniana espera pela definição do primeiro lugar do Grupo E para conhecer seu próximo rival. Argentina, Casaquistão e Costa Rica brigam pela liderança da chave.

O JOGO - A equipe brasileira não teve qualquer dificuldade na partida desde o início e conseguiu abrir o placar logo aos 44 segundos de jogo, com Rodrigo. Antes da segunda volta do ponteiro dos minutos, Xuxa fez 2 a 0. Os autores dos primeiros gols balançaram as redes novamente, e Dieguinho fez mais dois: 6 a 0.

Totalmente dominada em quadra, a equipe de Moçambique teve um pênalti a seu favor em erro da arbitragem, que viu toque de mão quando o brasileiro Dyego levou uma bolada no rosto. Na cobrança, Mario descontou para os africanos. Ainda antes do intervalo, no entanto, Jackson e Fernandinho fizeram mais dois gols e fecharam o primeiro tempo com a confortável vantagem de 8 a 1.

A segunda etapa começou um pouco menos desequilibrada, mas a chuva de gols voltou aos oito minutos. O Brasil fez o nono gol com Bateria e Ari anotou o décimo. Magu descontou para Moçambique, que conseguiu a façanha de ser a primeira seleção a anotar dois gols na seleção brasileira na competição. Em seguida, Fernandinho e Ari deixaram o placar em 12 a 2.

Nos minutos finais, Falcão partiu em busca do recorde. O atleta escolhido pela Fifa como o melhor jogador do mundo em quatro oportunidades balançou as redes pela primeira vez no dia a pouco mais de cinco minutos do final da partida, em cobrança de pênalti.

Dois minutos depois, o jogador de 39 anos fez seu 44.º gol em Mundiais e assegurou a artilharia histórica isolada, passando o compatriota Manoel Tobias. Dino fez o terceiro de Moçambique, mas Falcão apareceu para fazer seu terceiro gol no jogo e selar a goleada por 15 a 3.