22°
Máx
14°
Min

Keima encara o São Lucas em busca de quinta vitória na Ouro

(Foto: Divulgação) - Keima encara o São Lucas em busca de quinta vitória na Ouro
(Foto: Divulgação)

O Keima Futsal/AFP realizou o último treino nesta quarta-feira (13), antes do duelo válido pela 5ª rodada da Chave Ouro do Paranaense. O jogo acontece hoje (14), às 20h30, no Ginásio Oscar Pereira contra o São Lucas/Grupo Ivo de Paranavaí. Se o rubro-negro vencer o quinto jogo seguido, entrará para a história do futsal ponta-grossense com o melhor início de um time local desde 2001.

Para a partida contra os atuais semifinalistas do Paranaense, o Keima não contará com dois jogadores. Claudinho, que ainda se recupera de lesão na coxa desde o começo do mês; e o goleiro Guto, que teve entorse no tornozelo direito durante os treinos da semana. Para o seu lugar, o pré-convocado para a Seleção Brasileira sub-17, Gustavo, será relacionado pela primeira vez no campeonato.

Com quatro vitórias nos quatro primeiros jogos de 2016, o Keima já igualou a campanha do ano passado, quando perdeu o 100% de aproveitamento contra o Foz, em empate por 4 a 4. Já o São Lucas/Grupo Ivo conseguiu sua primeira vitória apenas na última rodada, quando bateu por 4 a 3 o time do Foz.

A equipe visitante carrega um longo tabu contra times de Ponta Grossa. A última vitória do São Lucas contra equipes ponta-grossenses aconteceu em 2004, quando venceu o Clube Verde por 6 a 2. No retrospecto geral, no entanto, existe equilíbrio. Foram 14 jogos entre times de Ponta Grossa e o São Lucas na história, com 6 vitórias para o time de Paranavaí e 5 para as equipes locais – outros 3 empates aconteceram.

Baiano alcança marca histórica

Mesmo suspenso, o treinador do Keima Futsal comandará pela 31ª vez o rubro-negro na Chave Ouro. Ele se igualará a Wilson Bian Junior, técnico do Keima em 2012, como o segundo comandante com mais partidas na elite do Futsal Paranaense por time de Ponta Grossa.

O atual treinador do Keima, Eduardo Baiano disse que a equipe visitante possui jogadores leves e joga em função do contra-ataque. Além disso, ele afirma que o Keima pode levar vantagem quanto à condição física. “O grande diferencial para o nosso time é que é uma equipe com poucos jogadores, talvez a parte física venha a pesar no fim do jogo”, explicou.

O fixo Sakai, que volta ao time após cumprir suspensão na última partida, contou um pouco da preparação do rubro-negro e o que espera hoje. “A expectativa está boa, estamos treinando bem e forte. Contamos com a presença do torcedor pra encher o ginásio e que posam nos apoiar sempre, principalmente pelo bom início de trabalho”, disse.

Colaboração Assessoria de Imprensa.