24°
Máx
17°
Min

Keima Futsal/AFP recebe o Cascavel com o objetivo de manter a liderança

Com 100% de aproveitamento no segundo turno, o rubro-negro atravessa o seu melhor momento na competição (Foto: Divulgação) - Keima recebe o Cascavel com o objetivo de manter a liderança
Com 100% de aproveitamento no segundo turno, o rubro-negro atravessa o seu melhor momento na competição (Foto: Divulgação)

Líder da Chave Ouro do Paranaense 2016, a equipe do Keima Futsal/AFP entra em quadra na segunda-feira (11), às 20h30, no Ginásio Oscar Pereira, para enfrentar o Cascavel. Com um ponto a mais do que o Copagril, três vitórias consecutivas e 100% de aproveitamento no segundo turno, o rubro-negro atravessa o seu melhor momento na competição.

O time de Ponta Grossa confirmou mais um desfalque de última hora. O ala Farinha sentiu uma fisgada na coxa direita durante os treinos da semana e foi cortado. Além dele, mais cinco atletas também não serão relacionados. Guerra e Éder estão suspensos, Vitinho ainda busca a melhor condição física e as novas contratações Thales e Genário, não estão inscritos.

A grande novidade fica por conta da estreia do pivô Vilela, ex - Guaratinguetá, que irá jogar depois de 20 dias no clube. Fits conseguiu liberação de mais uma partida e fará, ao lado da torcida, sua despedida oficial do Keima Futsal/AFP.

O técnico Baiano contará com um número reduzido de atletas de linha o jogo. Para o treinador, o mais importante da semana foi o trabalho tático para lidar bem com as dificuldades. "Faz parte da competição, é ruim, mas vamos tentar superar as adversidades e buscar a vitória. A semana foi boa, dentro do possível, justamente por essa falta de atletas. A gente trabalhou bastante tática até para começar a colocar  os meninos que vieram de fora dentro das jogadas, dos movimentos, e esperamos que eles entrem o mais rápido possível no entrosamento do time", disse.

 O pivô Chico Paulista, que vive bom momento pela equipe, destacou a importância da vitória para dar continuidade no trabalho. "Mais um jogo difícil, mas como jogamos em casa nosso dever é ganhar. Não só por conseguir ficar na liderança durante a semana, mas pela evolução do trabalho, já que a gente vive numa crescente e queremos continuar na frente até o fim", contou.

Colaboração Assessoria de Imprensa.