22°
Máx
14°
Min

Zanetti levanta a torcida com ótima apresentação nas argolas no evento-teste

(Foto: Ricardo Bufolin/ CBG) - Zanetti levanta a torcida com ótima apresentação nas argolas no evento-teste
(Foto: Ricardo Bufolin/ CBG)

Arthur Zanetti começou bem a temporada, neste sábado, no evento-teste da Arena Rio. O atual campeão olímpico das argolas levantou a torcida presente ao ginásio construído para o Pan de 2007 e, em sua primeira competição no ano, recebeu nota 15,800 em sua nova série. Resultado semelhante em agosto deve ser suficiente para garantir uma medalha no Rio-2016.

O brasileiro se apresentou na segunda das três sessões do evento-teste. Após 2/3 da competição, está atrás só do grego Petrounias Eleftherios, que recebeu 15,900 em sua apresentação. O grego é atual campeão mundial e, na quinta-feira, será o responsável por abrir o revezamento da tocha olímpica, em Olímpia, na Grécia - passará o fogo olímpico ao brasileiro Giovane Gavio.

Zanetti e Eleftherios são dois dos dois mais fortes candidatos ao ouro olímpico. O grego já havia competido na etapa de Doha (Catar) da Copa do Mundo, há 20 dias, quando recebeu nota 15,875 na final. Os outros dois atletas que já pontuaram acima de 15,700 na temporada internacional, ambos armênios, não têm chance de se classificar para o Rio-2016.

Tanto o brasileiro quanto o grego devem se classificar à final das argolas, que será na segunda-feira. Mas eles só poderão comemorar oficialmente a classificação ao fim das apresentações deste sábado, por volta das 21 horas. O terceiro por enquanto é o britânico Wilson Nile, com 15,000.

A competição vale como Pré-Olímpico para oito equipes (da nona à 16.ª do Mundial do ano passado) e só elas trouxeram time completo ao Rio. As equipes já classificadas para a Olimpíada puderam inscrever até dois atletas.

SASAKI - Em sua primeira competição completa após 16 meses afastado por lesão, Sergio Sasaki não foi bem. Ele havia dito que não tinha a expectativa de repetir seus melhores resultados (na casa de 89 pontos), mas que esperava algo em torno de 86. Com falhas nas barras paralelas e na barra fixa, somou apenas 84,631 pontos.

O melhor desempenho foi no cavalo com alças, aparelho que lhe rendeu 14,566 pontos. Ele ainda somou 14,866 no salto, 14,400 no solo e 14,400 na argolas, além de 13,366 nas paralelas e 13,133 na barra fixa.

Após duas das três sessões, Sasaki é só o 19.º colocado do individual geral - o colombiano Jossimar Calvo lidera com 88,765 - e aparece em oitavo no cavalo com alças. Só os oito primeiros por aparelhos avançam às finais.

Sasaki já havia competido num torneio por equipes em Stuttgart (Alemanha), no mês passado, quando se apresentou apenas nos aparelhos que menos exigem do joelho operado no fim de 2014: barra fixa (14,833), barras paralelas (14,666) e cavalo com alças (14,966). Tivesse repetido essas notas neste sábado, superaria os 88 pontos.