Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Londrina tem dois convocados para seleção brasileira de handebol

(foto: Divulgação) -  Londrina tem dois convocados para seleção brasileira
(foto: Divulgação)

Tradicional celeiro de atletas da seleção brasileira, a equipe de handebol masculino de Londrina contabilizou mais duas convocações para o time adulto nacional nesta terça-feira (6). O armador direito Leonardo Comerlatto, o Alemão, de 18 anos, e o ponta direita Pedro Paulo Alves Júnior, o Pedrinho, de 19 anos, foram chamados pelo técnico Washington Nunes para um período de treinamentos em São Caetano do Sul, no ABC Paulista.

Tanto Alemão como Pedrinho integram o elenco da MRV/Unicesumar/Paiquerê FM/Londrina que participou da Liga Nacional 2016. Os dois garotos foram destaques da equipe comandada pelo técnico Giancarlos Ramirez, que acabou ficando de fora da segunda fase apenas pelos critérios de desempate – levou desvantagem no saldo de gols em relação ao Maringá, que ficou com a quarta vaga da segunda fase na chave Sul/Sudeste/Centro.

A fase de treinamentos será utilizada pelo técnico Washington Nunes para observar os novos talentos da modalidade. A base da lista elaborada pelo novo comandante da seleção é de garotos com apenas alguns veteranos. A apresentação está marcada para o próximo dia 12, mesmo dia em que começam os treinamentos. As atividades se encerram no dia 22.

Autor do gol que deu a vitória para o Londrina nos últimos segundos diante do Maringá, o talentoso armador direito Alemão foi lembrado para o time principal pela primeira vez. E o jovem de Missal do Oeste (Oeste do Paraná) custou acreditar quando viu seu nome na lista. “Fiquei muito emocionado. As coisas estão acontecendo muito rápido em minha vida, confesso que não esperava ser chamado agora, estou muito feliz”, disse o garoto, que até então só havia participado de treinamentos com a seleção brasileira juvenil.

Já Pedrinho já está mais acostumado com a camisa da seleção nacional. Com o time juvenil jogou dois Pan-Americanos, o Mundial da Rússia e as Olimpíadas da Juventude. Para ele, o sentimento é de reconhecimento. “Saber que independente da idade, o que conta é o esforço diário nos treinos e o bom rendimento nos torneios. Esse esforço uma hora é recompensado com uma notícia dessas, momento único e inigualável”, descreveu o atleta.

Para a dupla, a passagem por Londrina tem sido fundamental para chegar ao time nacional. “Com certeza fez com que eles (seleção) me vissem. Estou ao lado de ótimas pessoas. Só tenho a agradecer ao professor Gian e toda comissão técnica, que me passam muito conhecimento”, lembrou Pedrinho. “Em Londrina estou crescendo e ganhando muita experiência, atuando ao lado e contra os melhores jogadores do Brasil. Isso soma demais”, citou Alemão.

O técnico Giancarlos Ramirez vê na dupla potencial de sobra para seguir na seleção brasileira por muitos anos. “São dois jovens com muito talento, de muita técnica, e com muito a evoluir. São muito focados também. Acredito que esse pode ser a primeira de muitas convocações, e vai depender deles também”, elogiou o comandante londrinense. “Isso também mostra que estamos no caminho certo. Londrina sempre serviu a seleção e para nós também é um reconhecimento importante”, finalizou.

(com assessoria de imprensa)