Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Técnico Morten Soubak anuncia saída da seleção feminina de handebol

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dinamarquês Morten Soubak se despedirá do comando da seleção feminina de handebol neste sábado (3).

O técnico vai dirigir a equipe na partida contra a Eslováquia, às 11h, pela última rodada do Torneio Quatro Nações, em Belém (PA), e depois se desligará do time.

Em entrevista ao SporTV, Soubak afirmou que sua passagem pela seleção "acaba por aqui" e que "deseja sorte" ao futuro do handebol brasileiro. Ele também disse que espera um dia voltar para a equipe.

O dinamarquês ainda comentou que "não foi procurado pela confederação" [Confederação Brasileira de Handebol, cuja sigla é CBHb] para discutir a permanência à frente do grupo no ciclo olímpico que culmina nos Jogos de Tóquio-2020. Seu contrato se encerra ao final deste mês.

"Não tive nenhuma procura ou proposta. Se estivessem interessados [CBHb] teriam me procurado", afirmou o treinador. "Este é o meu último torneio com a seleção."

Sob Soubak, a seleção feminina de handebol viveu o período mais vencedor de sua história.

Na maior momento da história do handebol nacional, conquistou o inédito título mundial em 2013, na Sérvia. A equipe também foi a sexta colocada nos Jogos Olímpicos de Londres e quinta colocada no Campeonato Mundial de 2011, em São Paulo. O Brasil ganhou, no período, os ouros nos Jogos Pan-Americanos de 2011 (Guadalajara) e Toronto (2015).

Nos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto, o time parou nas quartas de final, eliminado pela Holanda na Arena do Futuro.