21°
Máx
17°
Min

Brígida leva bronze e Kitadai cai na 2ª luta em Grand Prix casaque de judô

O judô brasileiro subiu ao pódio no primeiro dia do Grand Prix de Almaty, no Casaquistão. Nesta sexta-feira, a peso ligeiro (48kg) Nathália Brígida garantiu o bronze com uma vitória sobre a turca Dilara Lokmanhekim na luta que lhe valeu a medalha.

Sarah Menezes será a representante do Brasil na Olimpíada do Rio, mas, de qualquer modo, Nathália Brígida, de 23 anos, vai se confirmando como um nome promissor do judô brasileiro para os próximos anos - em 2015, por exemplo, ela foi medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos.

Nesta sexta-feira, em Almaty, a número 17 do mundo caiu nas quartas de final para a ucraniana Maryna Cherniak, a 16ª colocada no ranking. Antes disso, Brígida havia superado a casaque Abiba Abuzhakynova. Na repescagem, venceu a francesa Laetitia Payet (20ª colocada no ranking) antes de encarar e bater Dilara Lokmanhekim (12ª).

Já Felipe Kitadai perdeu a chance de ultrapassar Eric Takabatake na acirrada disputa para ser o representante brasileiro na categoria até 60kg na Olimpíada. Ele precisava de um bronze, já considerando os descartes, para ultrapassar o compatriota, mas acabou sendo eliminado na sua segunda luta em Almaty.

Na estreia, o medalhista olímpico de bronze e número 13 do mundo superou o saudita Eisa Majrashi (63ª). Na sequência, porém, caiu para Otar Bestaev, do Quirguistão e 41º colocado no ranking. Agora Kitadai e Takabatake devem ser inscritos para o Masters, no México, no fim de maio, que reunirá os 16 melhores do ranking mundial e encerra a pontuação para a classificação olímpica

A competição em Amaty prossegue neste sábado, quando o Brasil vai ser representado por Leandro Guilheiro (81kg) e Ketleyn Quadros (63kg).