26°
Máx
19°
Min

David Moura fatura bronze em Baku e acirra briga por vaga olímpica no judô

(Foto: Divulgação)  - David Moura fatura bronze em Baku e acirra briga por vaga olímpica no judô
(Foto: Divulgação)

A intensa disputa pela vaga brasileira na categoria para judocas com mais de 100kg na Olimpíada do Rio viveu mais um capítulo neste domingo. No Grand Slam de Baku, David Moura acirrou a briga ao conquistar a medalha de bronze. Rafael Silva, seu rival, foi apenas o sétimo no Azerbaijão.

Rafael Silva vinha de cinco pódios consecutivos e duas vitórias sobre David Moura, mas neste domingo foi justamente David quem levou a melhor. Com o resultado em Baku, ele diminuirá a diferença no ranking da categoria para seu compatriota e manterá viva a esperança de representar o Brasil na Olimpíada.

Quando chegaram ao Azerbaijão, Rafael Silva era o quinto colocado do ranking, com 1.517 pontos, sete posições à frente de David Moura, que tem 1.331. A convocação brasileira acontecerá no dia 1.º de junho e até lá, os atletas ainda devem participar de competições importantes em Astana e Guadalajara.

O caminho de David até o bronze neste domingo começou com uma vitória por ippon sobre o dono da casa Nadir Huseynov e outras duas por wazari sobre o argelino Mohammed Amine Tayeb e o húngaro Barna Bor. Na quarta luta, o brasileiro perdeu para o ucraniano Iakiv Khammo, mas confirmou o bronze ao bater o mongol Temuulen Battulga.

Já Rafael Silva derrotou o australiano Nicolas Berard por ippon na estreia e passou pelo lituano Marius Paskevicius na segunda luta. Mas depois, também foi derrotado por Khammo e, para piorar, acabou se lesionando. Por isso, sequer subiu ao tatame no combate diante de Bor na repescagem.

O Brasil ainda viu outro duelo indefinido por vaga olímpica viver mais um capítulo neste domingo na categoria até 100kg. Luciano Corrêa, 24.º do ranking com 782 pontos, e Rafael Buzacarini, 28.º com 743, no entanto, não foram bem em Baku e acabaram longe da briga por medalhas.

Luciano venceu a primeira luta contra o usbeque Soyib Kurbonov por um yuko, mas depois caiu para o britânico Benjamin Fletcher. Já Rafael passou por Saidzhalol Saidov, do Tajiquistão, e Lyes Bouyacoub, da Argélia, antes de ser derrotado pelo japonês Aaron Wolf e o alemão Dimitri Peters.

O domingo marcou o último dia de disputas em Baku e o Brasil deixará o Grand Slam com duas medalhas conquistadas. Além do bronze de David Moura, Maria Portela havia faturado a prata na categoria até 70kg no sábado.