24°
Máx
17°
Min

Sem sua elite, Brasil ganha 4 medalhas em 1º dia do evento-teste do judô no Rio

Sem contar com a sua elite do judô, o Brasil conquistou quatro medalhas nesta terça-feira, na Arena Carioca 1, no primeiro dia do evento-teste da modalidade para a Olimpíada de 2016, no Rio. A competição, batizada de Torneio Internacional de Judô, conta com a presença de 122 atletas de 77 países e irá até esta quarta.

Jéssica Pereira (da categoria 52kg) e Lucas Godoy (66kg) conquistaram a prata para o País, enquanto Raquel Silva e Diego Santos levaram o bronze também respectivamente nas categorias 52kg e 66kg, únicas disputadas nesta terça na capital fluminense.

Os resultados, porém, tiveram pouca relevância para a comissão técnica da seleção brasileira, que está aproveitando este evento-teste para conhecer as instalações dos locais de disputa, assim como para testar procedimentos das áreas multiprofissionais como análise de desempenho, fisioterapia, médica e técnica.

Curiosamente, o palco do judô na Olimpíada do Rio será a Arena Carioca 2, que é vizinha e bem semelhante ao local onde foram realizadas as disputas desta terça-feira. A Arena Carioca 2, por sinal, foi visitada nesta terça por delegações brasileira, britânica e japonesa em passeio guiado pelo gerente de esportes do judô do Comitê Rio-2016, Kenji Saito.

"O sistema de competição dos Jogos é diferente do da FIJ. Como vimos aqui, a repescagem e as semifinais são à tarde, o que é ruim para quem perde na semifinal, pois tem pouco tempo para recuperar e vai enfrentar um adversário que vem de uma vitória, mais motivado. Esse é um ponto para o qual temos que ter uma estratégia e hoje tentamos avaliar melhor isso durante a competição. Além disso, todos os 23 membros da comissão técnica que estão aqui farão relatórios sobre suas respectivas área após o evento para sugerir ações. Quanto à Arena Carioca 2, ela está muito boa. As delegações estrangeiras também aprovaram", afirmou Ney Wilson, gestor de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô, em declarações reproduzidas pelo site oficial da entidade.

Nas disputas desta terça, Jéssica Pereira ficou com a medalha de prata na categoria 52kg ao ser derrotada na final pela japonesa Chishima Maeda, que ganhou a luta que valeu o ouro ao receber uma punição a menos (2 a 1) que a brasileira. Já Raquel Silva e Chelsie Giles, da Grã-Bretanha, dividiram o terceiro lugar do pódio ao conquistarem o bronze.

No masculino, por sua vez, o Brasil também viu um judoca local ser derrotado por um japonês na final da categoria 66kg. Joshiro Maruyama aplicou um ippon em Lucas Godoy na decisão para faturar o ouro, enquanto o brasileiro Diego Santos e o britânico Ashley McKenzie, prata no Grand Slam de Tyumen de 2015, ganharam o bronze.

Para esta quarta-feira estão previstas as disputas das categorias meio-médio feminina (63kg) e masculina (81kg). Além de contar com brasileiros, britânicos e japoneses, o evento-teste do judô também tem a presença de judocas alemães, húngaros e libaneses. O brasileiro Nacif Elias, por sua vez, compete pelo Líbano nesta competição.