22°
Máx
16°
Min

Werdum faz sua primeira defesa do cinturão dos pesos-pesados

(Foto: Divulgação / UFC) - Werdum faz sua primeira defesa do cinturão dos pesos-pesados
(Foto: Divulgação / UFC)

Desde que voltou a competir no UFC, Fabricio Werdum não sabe o que é perder no octógono. Sua última derrota aconteceu em um duelo ainda pelo Strikefore, contra Alistair Overeem, em 2011. De lá para cá, o campeão dos pesos pesados colecionou seis triunfos, sendo duas disputas de cinturão. 

Werdum faz sua primeira defesa do cinturão dos pesos-pesados no UFC 198, dia 14 de maio, em Curitiba, em duelo contra o americano de ascendência croata, Stipe Miocic.

Em fevereiro de 2012, em seu retorno no UFC 143, Werdum teve uma difícil missão: encarar o 'queixo de aço' Roy Nelson. Os lutadores travaram uma batalha de trocação franca, mas o brasileiro levou a melhor e venceu por decisão unânime. O combate rendeu o bônus de Luta da Noite.

Pouco mais de três meses após derrotar Roy Nelson, Fabricio Werdum voltou a subir ao octógono. Dessa vez, o adversário foi o norte-americano Mike Russow, que acabou nocauteado pelo brasileiro logo no primeiro round.

O próximo adversário seria ninguém menos que a lenda Rodrigo Minotauro. O duelo marcou o encontro dos dois treinadores do TUF Brasil 2, no dia 8 de junho de 2013, em Fortaleza. Se em 2006, pelo PRIDE, Minotauro venceu por decisão unânime, dessa vez Werdum deu o troco, finalizando no segundo round.

Em grande fase, Werdum foi escalado para fazer o main event ao lado de Travis Browne no UFC Orlando, em abril de 2014. E novamente o brasileiro não decepcionou. Com uma atuação dominante, venceu o norte-americano por decisão unânime e se credenciou como desafiante ao cinturão dos pesos pesados.

Werdum, enfim, ganha a chance de disputar o título. Mas ainda não seria dessa vez que enfrentaria o campeão linear. Cain Velasquez sofre uma lesão nos treinamentos e acaba substituído por Mark Hunt, em duelo que valeria o cinturão interino dos pesos pesados. Em mais uma grande atuação, o curitibano nocauteou Hunt no segundo round e voltou para casa com o bônus de performance da noite e o cinturão interino da categoria.

O tão esperado duelo contra Cain Velasquez aconteceu em junho de 2015. Naquela que pode ser considerada a melhor atuação da sua carreira, o brasileiro não deu chances a Velasquez e castigou o ex-campeão até finalizá-lo no terceiro round. A vitória lhe rendeu mais um bônus de performance da noite e a unificação dos cinturões dos pesos pesados.