22°
Máx
16°
Min

Valentino Rossi renova com a Yamaha e fica na MotoGP até 2018

A principal categoria da motovelocidade vai continuar contando com um dos maiores pilotos de todos os tempos por mais três temporadas. O italiano Valentino Rossi, sete vezes campeão, anunciou neste sábado que renovou seu contrato e segue na equipe de fábrica da Yamaha até 2018. Depois, ele deve se aposentar.

"Estou muito satisfeito com essa decisão, porque sempre foi meu plano estar na motovelocidade enquanto eu for competitivo e, ao mesmo tempo, me divertir. Desde que eu voltei para a Yamaha em 2013, eu sinto como se estivesse em casa de novo e isso é demonstrado pelos resultados", comentou ele.

Valentino Rossi está com 37 anos e, ao fim da temporada de 2018, estará com 39, à beira dos 40 - ele faz aniversário em fevereiro. O italiano está na elite da motovelocidade desde o ano 2000, quando estreou na antiga categoria de 500 cilindradas. Antes, foi campeão nas 125cc e nas 250cc, sempre pela Asprilla.

Fenômeno, foi vice-campeão na primeira temporada nas 500cc, aos 21 anos. Na sequência, foi tri pela Honda e bi pela Yamaha, sendo campeão nas quatro primeiras edições da MotoGP. Nos cinco anos seguintes, de 2006 a 2010, ganhou dois campeonatos e foi sempre Top 3. Ao se transferir para a Ducati, em 2011, viu seus resultados despencarem. De volta à Yamaha em 2013, foi quarto naquele ano e vice-campeão nas últimas duas temporadas.

Junto com Dani Pedrosa, Jorge Lorenzo e Marc Márquez, Valentino forma a elite da MotoGP na atualidade. No ano passado, Rossi disputou o título até a última prova, quando teve que largar em último como punição pelo chute que derrubou Márquez no GP anterior. No fim, viu seu companheiro Jorge Lorenzo ser campeão.

Agora, ele inicia a temporada, no fim de semana que vem, no Catar, com a garantia de que este não será seu último ano na MotoGP, como previa seu contrato. Valentino e Lorenzo seguem na Yamaha, com Márquez e Dani Pedrosa na Honda e os italianos Dovizioso e Iannone na Ducati, a terceira força.