20°
Máx
14°
Min

Cielo sai da final do Maria Lenk e fica fora dos 100m livre na Olimpíada

Cesar Cielo está oficialmente fora da disputa por uma vaga nos 100m livre nos Jogos Olímpicos do Rio. Atual recordista mundial da prova, ele oficializou à Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) a sua desistência de nadar a final do Troféu Maria Lenk, nesta segunda-feira, no Estádio Aquático Olímpico, no Rio.

O balizamento da final, prevista para as 17h30, já aparece sem o nome de Cesar Cielo, que fez o sexto melhor tempo das eliminatórias - o quinto entre os brasileiros. No lugar dele entrou Pedro Spajari, jovem que chegou a bater o recorde do Campeonato Mundial Júnior nos 100m, no ano passado.

Pela manhã, Cielo até conseguiu a qualificação para os 100m livre, com o tempo de 48s97, ficando 0s02 abaixo do exigido. Repetiu seu melhor resultado de 2015, exatamente no Maria Lenk daquele ano. "Eu não treinei para essa prova", contou ao sair da piscina, safisfeito com o resultado.

Considerando também o Torneio Open, disputado em dezembro, primeira seletiva da natação brasileira para a Olimpíada, Cielo tem o sétimo melhor tempo entre os brasileiros com índice.

Fica atrás de Marcelo Chierighini (48s20), Nicolas Nilo Oliveira (48s30), João de Lucca (48s59), Matheus Santana (48s71), Gabriel Santos (48s89) e Alan Vitória (48s96).

A comissão técnica da CBDA deverá convocar o terceiro e o quarto melhores tempos dos 100m livre para nadar o revezamento 4x100m livre na Olimpíada, já considerando que obrigatoriamente eles têm que cair na piscina para a semifinal ou a final do revezamento, sob risco de eliminação da equipe. Sem nadar a final, Cielo não entra nessa lista.

Mas ele deixou claro que confia que, em se classificado para os 50m livre, poderá ser chamado para nadar o revezamento. "Vou tentar conquistar a vaga na quarta-feira nos 50m e aí, se precisar de mim na hora da Olimpíada, eu vou estar preparado para nadar também no revezamento", disse nesta segunda.