22°
Máx
17°
Min

Felipe França e Felipe Lima conquistam índice para Mundial em Piscina Curta

(Foto: Divulgação)  - Felipe França e Felipe Lima conquistam índice para Mundial
(Foto: Divulgação)

A noite desta quinta-feira no Troféu José Finkel foi dos "Felipes". Felipe França e Felipe Lima conquistaram o índice para disputar o Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), em dezembro na cidade de Windsor, no Canadá. Ambos brilharam nos 100 metros peito, em Santos.

França, nadador do Corinthians, foi quem venceu a final da prova, com o tempo de 56s81. Já Lima, do Minas Tênis, levou a prata, com 56s96. Ambos nadaram abaixo do índice, que é de 57s06. Já João Gomes Júnior, do Pinheiros, faturou o bronze e completou o pódio com 57s56, acima do índice.

Longe de brilhar na Olimpíada do Rio, França encarou o índice como uma nova oportunidade de se destacar em nível mundial. "Nunca podemos pensar em desistir, pensar em não consigo mais. Luto para que cada competição, curta ou longa, tenha um resultado melhor, o que vem acontecendo desde 2014. Esta competição no Canadá não é o término da temporada 2016, e sim, o começo da preparação para Tóquio-2020", disse o experiente nadador.

Lima também tratou o índice como recomeço, após ficar de fora dos Jogos Olímpicos. "A vida do atleta é de altos e baixos. Um dia a gente ganha, no outro perde. Tive a felicidade de fazer o melhor tempo da minha carreira. Estou muito feliz com o resultado. Daqui pra frente é focar nas próximas competições. Tenho seis etapas de Copa do Mundo ainda pela frente e me senti muito bem", declarou.

Outro destaque masculino das provas noturnas foi Miguel Valente, nadador do Minas Tênis, que bateu o recorde sul-americano dos 800 metros, com o tempo de 7min42s79. A marca anterior, de 7min43s52, pertencia a Armando Negreiros desde 2009.

Já Leonardo de Deus decepcionou ao não obter o índice para a prova dos 200 metros borboleta. O atleta do Corinthians venceu a prova com o tempo de 1min52s31, pouco acima do índice de 1min52s13. Havia a expectativa sobre o resultado de Leonardo de Deus porque, pela manhã, ele nadou ainda mais perto do índice, ao ser o mais rápido das eliminatórias com a marca 1min52s20.

No feminino, Joanna Maranhão venceu a prova dos 200 metros borboleta, com o tempo de 2min07s17, novo recorde do campeonato. Nos 100 metros peito, Jhennifer Conceição levou a medalha de ouro com 1min06s55. Ambas são nadadoras do Pinheiros.

Nos revezamentos 4x100 metros, o Sesi venceu com Sabrina Todão, Etiene Medeiros, Priscila Souza e Daynara de Paula. A equipe bateu na frente com 3min36s56, novo recorde do campeonato. No masculino, o Pinheiros levou a melhor, com Marcelo Chierighini, Gabriel Santos, Pedro Spajari e Bruno Fratus, com 3min10s10.