27°
Máx
13°
Min

Felipe França faz dobradinha e Brasil fecha etapa do Mare Nostrum com 7 medalhas

A natação do Brasil ganhou sete medalhas na primeira das duas etapas do Mare Nostrum que irá disputar. Em Canet, na França, foram três conquistas douradas, sendo duas delas de Felipe França. Depois de ganhar os 100m peito na quarta-feira, nesta quinta o nadador do Corinthians levou também os 50m peito. Jhennifer Conceição venceu a versão feminina da prova que, vale lembrar, não consta no programa olímpico.

O Mare Nostrum é o principal circuito de natação na Europa, composto por três etapas. Praticamente dois terços da equipe brasileira que estará no Rio-2016 foi levada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para competir tanto em Canet quanto em Barcelona, na Espanha, de sábado a domingo.

Felipe França foi um dos destaques brasileiros na França. Nesta quinta, ele voltou a vencer Cameron Van der Burgh, da África do Sul, atual campeão olímpico dos 100m peito. Na prova de 50 metros, venceu com 27s18, deixando para trás o sul-africano (27s44) e o também brasileiro João Gomes Júnior (27s53).

Jhennifer só se garantiu no Rio-2016 na semana passada, quando a Federação Internacional de Natação (Fina) garantiu vaga para o Brasil no revezamento 4x100m medley. Melhor peitista do País, ela então foi convocada. Nesta quinta, venceu os 50m peito com 31s34, sua segunda melhor marca na carreira. Nos 100m, na quarta, a brasileira ficou em sétimo.

Outro destaque do Brasil na competição foi Henrique Martins, que levou a prata nos 50m borboleta. Foi superado por um atleta que já é quase brasileiro, o ucraniano Andriy Govorov, treinado em São Paulo pelo técnico Arilson Silva.

Guilherme Guido levou a prata, nos 100m costas, com o tempo de 54s69, superado só pelo alemão Christian Diener. Na quarta-feira, Guido foi bronze nos 50m costas.

Henrique Rodrigues decepcionou nos 200m medley, ficando em sexto com o tempo de 2min02s40. Ele e Thiago Pereira empataram no Troféu Maria Lenk, em abril. Na semana passada, entretanto, Thiago fez 1min57s77 para ganhar a etapa de Santa Clara do Pro Swim, nos Estados Unidos.

Em Canet, nesta quinta, o Brasil ainda teve Daynara de Paula em sexto nos 50m borboleta (26s91). Joanna Maranhão também ficou em sexto nos 400m medley (4min43s92) e foi a sétima nos 200m medley (2m10s65), mesma colocação de Manuella Lyrio nos 400m livre (4min15s34) e Larissa Oliveira nos 100m livre (55s34).