24°
Máx
17°
Min

Ana Sátila é eliminada na canoagem por perder baliza e sai chorando

Foto: COB - Ana Sátila é eliminada na canoagem por perder baliza e sai chorando
Foto: COB

Na canoagem slalom, passar milímetros fora de uma baliza significa, na competição, a perda de 50 segundos em punição. Na vida, o fim de um sonho de quatro anos. Nesta segunda-feira, Ana Sátila fez uma descida quase perfeita no canal de Deodoro, a quarta mais veloz do dia. Em um dos obstáculos, porém, ela não conseguiu, por muito pouco, colocar sua cabeça entre as duas balizas. Os 50 segundos perdidos a tiram da disputa por medalhas.

Principal esperança de medalha na modalidade, a brasileira terminou a fase de classificação no 17.º lugar, mas só 15 avançavam à semifinal. Ela completou a primeira descida em 108s80 (e recebeu 2s de punição por bater em uma das balizas) e a segunda em 99s12. Avançaria com facilidade se não fosse aquele erro que lhe tirou 50 segundos.

"Só percebi a penalidade quando o locutor falou. Eu analisei depois no vídeo e vi que tinha mesmo a penalidade", admitiu a brasileira. Num primeiro momento, para quem assistia à prova em Deodoro, a impressão foi de que a punição havia sido incorreta. Depois, em câmera lenta, percebeu-se que não.

Cotada ao pódio, Ana Sátila teve que lidar com a frustração de ser eliminada ainda na primeira fase. Saiu chorando da água e passou reto pela zona mista, também aos prantos. Voltou cerca de 15 minutos depois, usando óculos escuros para tentar esconder o rosto inchado.

"Eu tinha expectativa muito grande. Queria muito passar para a final. Meus resultados mostravam que era possível. Não ter conseguido me deixa frustrada", explicou.

Antes dela, a dupla Anderson Oliveira e Charles Corrêa haviam se classificado à semifinal do C2 com o sétimo melhor tempo, ainda que um pouco distantes dos cinco primeiros, que devem brigar mais diretamente pela medalha.

A competição de canoagem slalom continua na terça-feira, com o C1, prova em que Felipe Borges foi eliminado no domingo. Pedro Gonçalves, o Pepê, compete na quarta na semifinal do K1. Quinto na fase eliminatória, quer chegar à final, que acontece no mesmo dia.