26°
Máx
19°
Min

Aos 40 anos, Serginho é eleito o melhor jogador de vôlei de quadra do Rio-2016

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil) - Serginho é eleito o melhor jogador de vôlei de quadra do Rio-2016
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O líbero Serginho, de 40 anos, foi eleito pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) o melhor jogador do torneio masculino nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A divulgação da seleção da competição e do MVP foi feita logo após a cerimônia de premiação neste domingo, no ginásio do Maracanãzinho.

O Brasil, que conquistou seu terceiro ouro olímpico com uma vitória por 3 sets a 0 sobre a Itália na final, teve quatro representantes na lista. Além de Serginho, que entrou como melhor líbero, também estiveram presente no time de melhores jogadores o levantador Bruninho, o oposto Wallace e o ponteiro Lucarelli. Completaram a equipe os centrais Birarelli, da Itália, e Volvich, da Rússia, e o ponteiro Russel, dos Estados Unidos.

Mais experiente jogador da atual seleção, Serginho é o único remanescente da última medalha de ouro do vôlei masculino, obtida em Atenas-2004. Foi também sua quarta final de Jogos Olímpicos. Na comemoração por mais esse feito, o líbero lembrou da família e agradeceu aos companheiros a possibilidade de conquistar seu bicampeonato.

"Quero descansar, curtir meus filhos e minha casa. Eles (filhos) ficavam me cobrando para ser novamente campeão olímpico e não devo mais nada para ninguém. Eu e os jogadores tivemos uma conversa muito legal antes da partida contra a França e falei que estava me sentindo como se tivesse em uma UTI", disse o atleta.

"Eu avisei que ia lutar para sair daquela condição e que eles iriam me ajudar. Os jogadores entenderam isso. Essa foi minha última Olimpíada e eles me ajudaram a me tornar bicampeão olímpico. Foi muito gratificante participar desse grupo", afirmou Serginho que se aposenta da seleção entrando na história olímpica do esporte brasileiro como o maior medalhista do País em esportes coletivos, com dois ouros e duas pratas.

Além de entrar na seleção do campeonato, Wallace também terminou como principal pontuador da decisão olímpica, com 20 acertos. O ponteiro Lipe, com 11, também pontuou bem pelo time brasileiro. Na Itália, o oposto Zaytsev foi o maior pontuador, com 17 pontos.