24°
Máx
17°
Min

Apesar de lesão na coxa, Maurício Souza é mantido na seleção de vôlei para Jogos

((Foto: Rogerio Lauback / CBV)) - Apesar de lesão na coxa, Maurício Souza é mantido na seleção
((Foto: Rogerio Lauback / CBV))

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) descartou nesta sexta-feira a possibilidade do central Maurício Souza ser cortado da seleção masculina. Ele sente uma lesão na coxa desde o treino da última quinta-feira, no Maracanãzinho. A comissão técnica chegou a considerar a possibilidade de substituí-lo, mas optou por preservar o jogador. A expectativa é que na próxima quarta-feira o atleta retorne aos treinos completos com o grupo, ficando de fora das duas primeiras partidas da equipe.

O médico da seleção masculina de vôlei, Ney Pecegueiro, explicou que a lesão não é grave. "Fizemos uma ressonância que mostrou um edema muscular. Não é grave. Qualquer lesão pode ser a ponto de corte, a dele não. Julgamos que dá para continuar", afirmou o médico, durante o treino desta sexta-feira da seleção.

De acordo com Pecegueiro, a avaliação sobre o corte foi uma "questão meramente administrativa". "A partir do momento que se tem um jogador lesionado, e não se sabe se ele vai poder continuar ou não, todas as possibilidades têm que ser pensadas. Se o carro quebra uma peça, você vê as possibilidades de conserto", completou.

Maurício Souza foi convocado para sua primeira Olimpíada e já vinha sentido dores há algumas semanas, segundo o médico. Após a piora no treino de quinta, a comissão técnica cogitou chamar para o seu lugar Sidão, que acompanhou o time na última Liga Mundial. A seleção ficou em segundo lugar e Sidão foi cortado do time que participará da Olimpíada do Rio.