22°
Máx
17°
Min

Após classificação, Zé Roberto mira 1º lugar do grupo e celebra volta de Thaísa

(Foto: Brasil 2016) - Após classificação, Zé Roberto mira 1º lugar do grupo
(Foto: Brasil 2016)

A vitória por 3 sets a 0 sobre o Japão, com parciais de 25/18, 25/18 e 25/22, na noite de quarta-feira, garantiu a classificação antecipada da seleção feminina de vôlei do Brasil às quartas de final da Olimpíada, mas não vai mudar o foco da equipe para a sequência da primeira fase. Após o duelo no Maracanãzinho, o técnico José Roberto Guimarães destacou a importância de a equipe assegurar o primeiro lugar do Grupo A.

"A minha cabeça já está no cruzamento. Apesar de ainda termos dois jogos pela frente, e sabemos que são jogos difíceis, temos que estar monitorando o outro lado porque nosso possível cruzamento pode ser Holanda ou China. Agora é tentar brigar para chegar em primeiro lugar. Isso é o que vamos tentar fazer”, afirmou Zé Roberto.

O Brasil lidera a chave com os mesmos nove pontos da Rússia, mas em vantagem nos critérios de desempate, que será seu adversário no próximo domingo. Antes, na sexta-feira, a seleção terá pela frente a Coreia do Sul, a terceira colocada do Grupo A.

O duelo com o Japão também marcou o retorno da central Thaísa, que se recuperou de um estiramento na panturrilha esquerda, entrando durante o segundo e o terceiro sets. Zé Roberto destacou a importância da jogadora para a sequência da Olimpíada.

“A Thaísa está voltando aos poucos e para ela foi importante ter entrado. É a primeira participação nessa Olimpíada, mas ela já treinou bem ontem, está se sentindo bem e já dá para soltar”, disse o treinador.