27°
Máx
13°
Min

Após conduzir tocha, Ban Ki-moon pede 'trégua olímpica' aos países em guerra

(Foto: Rio 2016 / Marcos de Paula) - Após conduzir tocha, Ban Ki-moon pede trégua aos países em guerra
(Foto: Rio 2016 / Marcos de Paula)

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, usou as redes sociais nesta sexta-feira, data da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio, para pedir trégua durante o evento esportivo entre os países que estão em guerra.

"Parabenizo todos os atletas e fãs que estarão nas Arenas do Rio. A Olimpíada e a Paralimpíada celebram o melhor da humanidade. O Comitê Olímpico Internacional e a ONU trabalham juntos para a harmonia global e a paz. Neste espírito, nós proclamamos a trégua olímpica. E pedimos a todas as partes em combates que deponham suas armas e coloquem de lado suas diferenças durante os Jogos", solicitou.

"Vamos todos fazer mais para defender os ideais de igualdade e respeito. Vamos construir prosperidade e dignidade para todos em um planeta saudável. A paz começa conosco", finalizou.

Na manhã desta sexta-feira, o secretário-geral conduziu a tocha olímpica no Rio de Janeiro. A pira foi acesa por volta das 7 horas no Cristo Redentor pela ex-jogadora de vôlei Isabel, acompanhada do prefeito Eduardo Paes (PMDB) e do cardeal-arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta. Do Corcovado, a tocha seguiu para a o Palácio da Cidade, sede da prefeitura, em Botafogo, na zona sul do Rio. O tour terminou no Pão de Açúcar.