23°
Máx
12°
Min

Após fazer história na esgrima, brasileira diz que 'faltou pouco' para medalha

(Foto: EBC) - Após fazer história, brasileira diz que 'faltou pouco' para medalha
(Foto: EBC)

Ao avançar às quartas de final na disputa individual de espada na esgrima dos Jogos Olímpicos do Rio, Nathalie Moellhaussen fez história para o Brasil na modalidade. Este foi o melhor resultado de um atleta do País na história das Olimpíadas, superando os feitos de Renzo Agresta, que foi às oitavas de final do sabre em Atenas-2004 e Pequim-2008. Mesmo assim, ela admitiu que foi eliminada com uma sensação de que poderia ter ido mais longe neste sábado.

Nathalie ficou com o oitavo lugar na classificação geral desta disputa após ter sido derrotada pela francesa Lauren Rembi por 15 a 12. "O trabalho que fiz visava à conquista de uma medalha. Faltou pouco. Sempre acredito até o último toque. Precisava de um pouco mais de tempo entre um match e outro", lamentou a brasileira.

Antes de ser eliminada nas quartas de final, Nathalie derrotou a francesa Marie-Florence Candassamy, também pelo placar de 15 a 12, nas oitavas de final, e antes disso estreou superando a norte-americana Kelley Hurley, curiosamente também por 15 a 12.

Agora, ela voltará a competir nos Jogos do Rio na próxima quinta-feira, na competição por equipes na espada ao lado das compatriotas Amanda Simeão e Rayssa Costa.