23°
Máx
12°
Min

Após polêmica com Brasil, EUA vão à final do revezamento 4x100m feminino

(Foto: Divulgação/IAAF) - Após polêmica, EUA vão à final do revezamento 4x100m feminino
(Foto: Divulgação/IAAF)

Após a confusão com as brasileiras na prova da manhã desta quinta-feira, quando derrubaram o bastão no revezamento 4x100m, os Estados Unidos garantiram presença na final desta prova nos Jogos Olímpicos do Rio, no Engenhão, na segunda chance concedida pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês). Correndo sozinhas, as atletas norte-americanas fizeram o tempo de 41s77, o melhor das semifinais, e desclassificaram a China. A final será disputada neste sábado.

"Nunca passei por nada parecido. Bateu um desespero e lembrei do regulamento, que diz que eu precisava terminar a prova (na polêmica semifinal). Pelo nosso tempo ter sido melhor que o da Jamaica, vamos brigar pelo ouro nessa final", disse a atleta English Gardner.

A confusão aconteceu na entrega do segundo bastão. Os Estados Unidos reclamaram de um esbarrão de Kauiza Venâncio em Allyson Felix, que derrubou o objeto. Por causa do erro, as norte-americanas cruzaram a linha de chegada em último lugar, mas, sentindo-se prejudicadas, decidiram recorrer. Inicialmente, a organização anunciou a desclassificação dos dois quartetos. Uma hora depois, a IAAF aceitou o recurso.

Além de desclassificar o Brasil, o órgão decidiu que as americanas fariam uma nova prova. Agora os Estados Unidos estão na final com grandes chances de conquista do ouro olímpico. Para ir à luta por medalhas, o time dos EUA precisava bater a oitava marca das semifinais, que foi da China, com 42s70. E, ao cravar 41s77 e atingir essa meta com folga, o país também foi melhor do que as equipes de Jamaica (41s79), Grã-Bretanha (41s93) e Alemanha (42s18), que pela manhã foram respectivamente as três primeiras colocadas das semifinais.