23°
Máx
12°
Min

Após saída de Tata Martino, Argentina divulga os convocados para os Jogos do Rio

(Foto: Divulgação/AFA) - Após saída de Tata Martino, Argentina divulga convocados para Rio-2016
(Foto: Divulgação/AFA)

A seleção argentina de futebol divulgou nesta quarta-feira os 18 convocados para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto. O anúncio foi feito um dia após a saída do técnico Gerardo Tata Martino, que encontrava dificuldades para fazer tal convocação.

A Associação de Futebol Argentino (AFA) oficializou na própria terça-feira Julio Olarticoechea como substituto, pois já era treinador da equipe sub-20. Na lista, todos os jogadores têm idade olímpica - cada seleção tem a possibilidade de chamar até três jogadores maiores de 23 anos. A maioria, 13 atletas, atua no futebol argentino.

Os principais nomes são os de Angel Correa, do Atlético de Madrid, e do goleiro Gerónimo Rulli, da Real Sociedad. Do futebol brasileiro, foi chamado o volante Lucas Romero, do Cruzeiro. Do argentino, destaque para o atacante Giovanni Simeone, filho do técnico Diego Simeone, do Atlético de Madrid.

A lista ainda pode sofrer alterações, já que há clubes argentinos que não estão dispostos a ceder jogadores para a Olimpíada. A equipe, que vai em busca de sua terceira medalha de ouro, está no Grupo B e estreia no Rio-2016 no dia 4 de agosto contra Portugal. Depois enfrentará a Argélia e finalizará a participação na primeira fase contra Honduras, no dia 10.

Confira a lista de convocados da Argentina:

Goleiros - Gerónimo Rulli (Real Sociedad-ESP) e Axel Wener (Atlético Rafaela)

Defensores - José Gómez (Lanús), Lisandro Magallán (Boca Juniors), Víctor Cuesta (Independiente), Lautaro Gianetti (Vélez Sarsfield), Alexis Soto (Banfield) e Leandro Vega (River Plate)

Meio-campistas - Mauricio Martínez (Unión), Santiago Ascacibar (Estudiantes), Lucas Romero (Cruzeiro-BRA), Giovani Lo Celso (Rosario Central) e Manuel Lanzini (West Ham-ING)

Atacantes - Angel Correa (Atlético de Madrid-ESP), Luciano Vietto (Atlético de Madrid-ESP), Joaquín Correa (Sampdoria-ITA), Cristian Espinoza (Huracán) e Giovanni Simeone (River Plate)