23°
Máx
12°
Min

Atrapalhado por brasileiras, time dos EUA terá nova chance no revezamento 4x100m

(Foto: Divulgação) - Atrapalhado por brasileiras, time dos EUA terá nova chance
(Foto: Divulgação)


Depois de serem atrapalhadas pela equipe brasileira nas semifinais do revezamento 4x100m nesta quinta-feira, as atletas dos Estados Unidos terão uma nova chance para buscar a classificação à final da prova na Olimpíada do Rio. Momentos depois da eliminatória em que derrubaram o bastão e ficaram longe da possibilidade de avançar, o time norte-americano foi beneficiado por uma decisão da organização.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) considerou que os Estados Unidos, de fato, foram atrapalhados pelo time brasileiro, que acabou desclassificado da prova. Com isso, decidiu dar uma nova chance às norte-americanas, que correrão sozinhas no Engenhão, às 20h, em busca do tempo classificatório para a decisão.

Uma das favoritas ao ouro, a equipe norte-americana derrubou o bastão e terminou em último lugar. A velocista English Gardner soltou o objeto antes de Allyson Felix segurá-lo na segunda transição. Só que as imagens mostraram que Gardner foi tocada por Kauiza Venâncio, o que ocasionou a queda.

Os Estados Unidos, então, entraram com recurso, e a organização levou em consideração a regra 163.2 do regulamento que pede punição para quem obstruir a passagem de outro competidor. O Brasil foi desclassificado - já havia ficado de fora da final, com o nono tempo - e as norte-americanas receberam a nova oportunidade.

Para ir à decisão, o time dos EUA precisará bater a oitava marca da semifinal, que foi da China, com 42s70. A Jamaica avançou com a melhor marca, com 41s79, seguida da Grã-Bretanha (41s93) e da Alemanha (42s18).