22°
Máx
14°
Min

Bolt diz que punição aos russos 'vai assustar' e garante estar bem para Rio-2016

Bolt foi cauteloso ao realizar os seus comentários (Foto: Jonne Roriz/Estadão) - Bolt garante estar bem para Rio-2016
Bolt foi cauteloso ao realizar os seus comentários (Foto: Jonne Roriz/Estadão)

Acostumado a ser o centro das atenções, Usain Bolt viu o foco se voltar nesta quinta-feira para o atletismo russo, definitivamente excluído dos Jogos Olímpicos do Rio com a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla inglês) de rejeitar recurso contra a punição. Assim, o astro foi mais um a repercutir a decisão e afirmou aprovar o banimento.

Bolt declarou que a exclusão da equipe de atletismo da Rússia dos Jogos Olímpicos envia uma mensagem poderosa que deve assustar os fraudadores. Esticando o braço esquerdo para mostrar o pequeno esparadrapo que cobre a marca deixada por seu mais recente teste, o astro jamaicano lamentou o "realmente ruim" problema de doping no esporte.

"É uma boa mensagem para mostrar que se você enganar ou for contra as regras, então vão tomar medidas sérias", disse Bolt. "Isso (a suspensão do atletismo russo) vai assustar muita gente, ou enviar uma mensagem forte de que o esporte é sério, nós queremos um esporte limpo".

Dois relatórios da Agência Mundial Antidoping acusaram a Rússia de armar uma amplo esquema de uso de doping para seus competidores. Agora, o Comitê Olímpico Internacional tem de decidir se vai ainda mais longe do que a decisão da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) suspendendo toda a equipe da Rússia dos Jogos do Rio.

Bolt foi cauteloso ao realizar os seus comentários, tentando evitar entrar em polêmicas, mas acabou referendando a decisão da CAS de manter a punição imposta pela IAAF. "Se você tem a prova e você pega alguém, eu definitivamente sinto que você deve agir", disse o astro jamaicano. "E se você sentir que proibir toda a equipe é a ação correta, então eu aprovo", acrescentou.

Essas declarações foram dadas por Bolt na véspera do seu retorno às pistas. Nesta sexta-feira, o astro participa do seu último evento antes da Olimpíada do Rio, ao competir na prova dos 200 metros na etapa de Londres da Diamond League.

Esta também será a primeira competição de Bolt desde que ele abandonou precocemente a seletiva jamaicana para a Olimpíada por causa de uma lesão muscular. Mas ele garantiu estar bem para o evento e também para os Jogos.

"Estou bem, estou me sentindo bem, treinando bem agora", disse Bolt. "Eu fui ao médico e ele fez sua mágica como sempre", acrescentou, tentando afastar as dúvidas sobre as suas condições físicas para a Olimpíada.

Bicampeão olímpico 100m, 200m e do revezamento 4x100 metros, Bolt foi convocado para as três provas no Rio pela Associação Jamaicana de Atletismo mesmo após deixar a seletiva do seu país alegando estar lesionado. Nesta sexta-feira, no entanto, vai precisar mostrar que está em boas condições de defender os seus títulos olímpicos em agosto.