21°
Máx
17°
Min

Boxeador da Namíbia também é preso sob acusação de estupro na Vila Olímpica

(Foto: Divulgação)  - Boxeador da Namíbia também é preso sob acusação de estupro
(Foto: Divulgação)

Mais um atleta da Olimpíada do Rio foi preso acusado de tentar estuprar uma camareira na Vila Olímpica, desta vez no último domingo. De acordo com a Polícia Civil, o boxeador da Namíbia Jonas Junias, de 22 anos, beijou a funcionária à força e ofereceu dinheiro para fazer sexo com ela.

A mulher procurou a polícia e denunciou Junias, que foi preso e levado à 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). A assessoria da Olimpíada informou que a organização está ciente do caso e vai colaborar com a investigação policial "o quanto for preciso".

Junias foi porta-bandeira de seu país na cerimônia de abertura da Olimpíada, na última sexta-feira. Competidor do meio-médio ligeiro, categoria para atletas até 64 quilos, o namibiano deveria subir ao ringue na próxima quinta-feira para encarar o francês Hassan Amzile. Resta saber se ele será liberado até lá.

No último sábado, outro boxeador, o marroquino Hassan Saada, perdeu por W.O. porque estava preso, também sob a acusação de estupro a uma camareira da Vila Olímpica. Ele também teria atacado a funcionária e tocado seu corpo, além de ter oferecido dinheiro por relações sexuais.