24°
Máx
17°
Min

Brasil avança no goalball, mas perde no futebol de 7 e no basquete masculino

Foto: Ministério do Esporte - Brasil avança no goalball, mas perde no futebol de 7 e no basquete
Foto: Ministério do Esporte

A delegação brasileira na Paralimpíada teve uma quarta-feira de altos e baixos nas modalidades coletivas no Rio de Janeiro. Os brasileiros avançaram tanto no masculino quanto no feminino do goalball, mas perderam no futebol de 7 e no basquete masculino em cadeira de rodas.

No goalball, o Brasil avançou às semifinais pela primeira vez com as duas seleções. No feminino, a equipe anfitriã arrasou a Ucrânia pelo placar de 10 a 0. Victoria foi o grande destaque do jogo ao anotar sete dos dez gols brasileiros, na Arena do Futuro. No masculino, o Brasil venceu a China por 10 a 3, com destaque para Leomon, com oito gol.

As duas seleções voltam à quadra nesta quinta. Às 13h30, o time masculino vai enfrentar os Estados Unidos, que eliminaram os alemães. Mais tarde, às 15 horas, a equipe feminina encara a China, responsável por despachar o Japão.

No futebol de 7, o Brasil foi goleado pelo Irã por 5 a 0, no Estádio de Deodoro, pela semifinal. Assim, terá que disputar a medalha de bronze. O rival na briga pelo pódio será a Holanda, às 14 horas de sexta-feira.

A seleção brasileira também sofreu revés nesta quarta no basquete masculino em cadeira de rodas. O time nacional foi derrotado pela Turquia por 65 a 49. Com a queda nas quartas de final, o Brasil está fora da briga por medalhas na modalidade.

Em outras disputas nesta quarta, os três representantes do Brasil que competiram na esgrima em cadeira de rodas foram derrotados. Jovane Guissone e Vanderson Chaves, no masculino, e Mônica Santos, no feminino, não passaram às quartas de final nas provas individuais do florete.

Na disputa do tênis de mesa por equipes, o Brasil venceu a Coreia do Sul na classe 3 masculina e avançou à semifinal. O time nacional contou com Welder Knaf e David Freitas. Para chegar à decisão, eles vão enfrentar nesta quinta a Alemanha, às 19h30.

QUADRO DE MEDALHAS - Ao fim do sétimo dia de competições na Paralimpíada, o Brasil se manteve na quinta colocação no quadro de medalhas, cumprindo provisoriamente a meta estabelecida pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Com cinco medalhas conquistadas nesta quarta-feira, o Brasil soma agora 48.

Com este número, a delegação brasileira supera a campanha registrada em Pequim-2008, quando somou 47 pódios. E registra a melhor campanha da história do Brasil em número de medalhas nas Paralimpíadas. No total, o Brasil tem agora 10 ouros, 24 pratas e 14 bronzes.

A liderança no quadro geral segue com a China, com 172 medalhas, sendo 75 de ouro. A Grã-Bretanha continua na segunda posição, com 95 medalhas (43 de ouro). A Ucrânia é a terceira colocada, com 81 (31 de ouro) e os Estados Unidos estão em quarto lugar, com 80 medalhas (26 de ouro).