23°
Máx
12°
Min

Brasil é atropelado nos dois primeiros jogos do rúgbi feminino

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil) - Brasil é atropelado nos dois primeiros jogos do rúgbi feminino
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A seleção brasileira feminina de rúgbi sevens chegou à Olimpíada sonhando brigar por uma vaga na semifinal, mas para isso vai ter que melhorar muito. Neste sábado, fez dois jogos e só perdeu. As duas derrotas foram por larga margem, tanto para o Grã-Bretanha quanto para o Canadá.

O primeiro jogo no Estádio de Rúgbi Sevens do Complexo de Deodoro foi contra o time britânico, que venceu fácil por 29 a 3. Raquel Kochhann fez o único ponto de Brasil, em um pênalti.

Na segunda partida, nem isso a seleção brasileira conseguiu. Jogando mal, levou 38 a 0 do Canadá. A esperança é vencer o time do Japão, no domingo, ao meio-dia. As japonesas também fizeram feio neste sábado, sofrendo 85 pontos e não fazendo nenhum contra as mesmas rivais do Brasil.

À seleção brasileira, porém, não basta só vencer. Precisa ser por larga margem de gols. Avançam às oitavas os dois melhores dos três segundos colocados. Por enquanto, Fiji e Espanha têm campanhas melhores em seus grupos.

No jogo contra a Grã-Bretanha, Julia Sardá, principal nome do rúgbi feminino do Brasil, sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo, no ligamento cruzado anterior, e terá que ser operada. Mari Ramalho já estava à disposição do treinador, foi convocada pouco depois, e deve enfrentar o Japão.