23°
Máx
12°
Min

Brasil leva de 31 a 0 da Argentina no rúgbi e jogo acaba com rivais abraçados

(Foto: EBC)  - Brasil leva de 31 a 0 da Argentina no rúgbi
(Foto: EBC)


Horas depois de autoridades públicas do esporte de Brasil e Argentina se encontrarem para tentar incentivar os torcedores dos dois países a reduzirem as animosidades nos Jogos Olímpicos do Rio, as seleções masculinas de rúgbi sevens dos dois vizinhos sul-americanos se enfrentaram em Deodoro, no início da tarde desta quarta-feira, em um clima de provocação amistosa. Com muito mais tradição na modalidade, os argentinos venceram por 31 a 0.

Ao fim do jogo, apesar de uma rápida troca de empurrões entre Moisés Duque e Matías Moroni, os jogadores dos dois times se intercalaram para tirarem uma foto juntos, selando a paz.

"Olimpíada é um momento mágico. A gente veio para competir, mas a gente tem jogado muito contra a Argentina e se respeita muito. Foi mais por isso: pelo respeito que a gente tem entre nós. A torcida tem que ser como no rúgbi. Todos os torcedores jogam juntos. A rivalidade é só dentro do campo. Fora do campo, somos amigos e gostamos de jogar uns contra os outros", comentou Arthur Bergo. Enquanto ele conversava com a reportagem na zona mista, um torcedor argentino, devidamente caracterizado, esperava para conversar com Bergo, seu amigo.

O Estádio de Deodoro não chegou a encher, mas tinha pelo menos 3 mil torcedores quando a partida começou. Os argentinos, espalhados, tomavam parte significativa da arena. A reportagem contou ao menos 30 bandeiras da Argentina com nomes de localidades espalhadas pelas grades do estádio.

Em situação mais confortável pelo placar do jogo, os argentinos fizeram mais barulho. Até porque tinham uma torcida organizada atrás de uma das linhas de fundo, que coordenava os cânticos. Não faltou o "sou argentino, um sentimento que não pode acabar", nem a música provocativa que foi ouvida o tempo todo durante a Copa do Mundo.

Os brasileiros do outro lado do estádio ensaiaram um "uh, vai morrer" quando a linha defensiva brasileira conseguiu um bonito tackle, mas a maior parte dos gritos foram de incentivos à equipe.

Dentro de campo, todos os pontos foram da Argentina, que não deixou o Brasil sequer chegar ao ataque. Depois de perder para Fiji (40 a 12) e Estados Unidos (26 s 0) na terça, a seleção brasileira terminou em último no Grupo A. Agora, vai disputar o torneio de consolação.