26°
Máx
19°
Min

Brasil leva susto do México, mas vence de virada na estreia no vôlei masculino

Brasil leva susto do México, mas vence de virada na estreia no vôlei

O time brasileiro de vôlei suou, mas conseguiu vencer de virada o México na estreia na Olimpíada, neste domingo, no Maracanãzinho. Considerada a equipe mais fraca do grupo, a seleção mexicana surpreendeu no primeiro set, vencendo por 25/23 um Brasil desatento em quadra. A seleção reagiu a partir da segunda parcial, após uma sequência imbatível de saques, e conseguiu fechar a partida com parciais de 25/19, 25/14 e 25/18, embalada pelo coro da torcida de 'o campeão voltou'.

A dificuldade inicial demonstrou que a batalha pela medalha de ouro, após duas pratas olímpicas, será árdua. O time de Bernardinho começou nervoso, com muitos erros em quadra. No primeiro set, nove pontos do México foram de erros da seleção. Houve falhas na recepção e bloqueio, diante de um forte saque mexicano, e também no ataque e saques, com bolas indo longe da quadra adversária. Em nenhum momento da primeira etapa, o time esteve à frente do placar, com uma defesa vacilante em alguns momentos da partida.

A equipe do México apostou todas as fichas nesta arrancada inicial, para aproveitar o nervosismo da estreia brasileira diante da forte e barulhenta torcida contra. O público fez "ola", vibrou em cada bloqueio e cortada do Brasil e ajudou a elevar o ânimo dos jogadores, tensos no começo da partida. Um ace de Lucarelli fez o Brasil acordar em quadra no segundo set. O jogador conseguiu converter dois saques em pontos e consolidou o time à dianteira do placar, abrindo espaço para uma sequencia de bons serviços de Éder e Wallace, que também não poupou o braço nos ataques.

A cada virada, o time crescia junto com a torcida, que gritou 'o campeão voltou' após a consolidação do placar. Bruninho passou a distribuir as bolas, optando também por ataques de meio de rede. A estratégia desarticulou a defesa mexicana no terceiro set. A seleção também conseguiu equilibrar os demais fundamentos, como bloqueios e saques, mas ainda acumulou mais erros do que os adversários.

O México ainda esboçou uma reação no quarto set, disputando ponto a ponto o jogo de estreia em Olimpíada após mais de 40 anos fora das competições. A equipe se apoiou no bloqueio e nos fortes ataques de José Martinez, um dos principais pontuadores em quadra. Mas o ataque não foi páreo para o líbero brasileiro Serginho, que só apareceu em quadra no quarto set, voltando a vibrar a cada defesa. No final da partida, Bernardinho ainda testou em quadra outros atletas estreantes na competição, como William e Evandro.

Ao final da partida, jogadores do México foram à beira da quadra cumprimentar a pequena torcida do País, e pousaram para fotos. O time brasileiro também cumprimentou torcedores e pousou para fotos na beira do campo, mas sem a volta olímpica, como fizeram as jogadoras da seleção feminina. A seleção ainda vai enfrentar Canadá, na próxima terça-feira, antes de medir forças contra Estados Unidos (na quinta), Itália (no dia 13) e França (dia 15), em confrontos válidos pelo Grupo A do vôlei masculino do Rio-2016.