28°
Máx
17°
Min

Brasil mantém liderança no hipismo, mas substituto de Pessoa é desclassificado

(Foto: Beth Santos/ PCRJ) - Brasil mantém liderança no hipismo
(Foto: Beth Santos/ PCRJ)


A equipe brasileira manteve o bom desempenho no segundo dia da prova de saltos do hipismo na Olimpíada do Rio, nesta terça-feira, no Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro. Três dos quatro brasileiros zeraram o percurso, avançaram à terceira fase e se mantiveram firmes na disputa por uma medalha. A exceção foi Stephan Barcha, desclassificado da competição.

Depois de não cometerem nenhuma falta no domingo, Pedro Veniss e Álvaro de Miranda Neto, o Doda, que já soma duas medalhas olímpicas, repetiram o feito nesta terça e terminaram sem nenhum ponto perdido. Eles estão empatados na liderança ao lado de outros nove cavaleiros, que também estão zerados.

Eduardo Menezes, por sua vez, que havia cometido uma falta no domingo, fez um percurso impecável e permaneceu apenas com quatro pontos de penalidade. Ele, assim, está entre os 45 classificados à terceira fase.

Já Stephan Barcha, após ter zerado no primeiro dia, terminou sua prova com oito pontos perdidos. Mas, na inspeção do cavalo, houve constatação de uma lesão com sangue, sinal de que ele havia esporeado o animal de maneira irregular. Assim, acabou desclassificado do Rio-2016.

Barcha era o substituto de Rodrigo Pessoa, uma dos maiores cavaleiros da história do País, que fora colocado na reserva da equipe. O campeão olímpico em Atenas, frente à perda da titularidade, desistiu de defender o time.

Apesar da eliminação, o Brasil terminou a disputa por equipes na primeira posição, sem nenhuma penalidade somada - o pior resultado é descartado. Alemanha, Holanda e Estados Unidos não perderam nenhum ponto e também dividem a liderança.

A segunda volta da disputa por equipes, que vale medalhas, será disputada nesta quarta-feira, às 10 horas. As provas correspondem também à terceira fase eliminatória da disputa individual.