22°
Máx
17°
Min

Brasil perde para Espanha e se despede do polo aquático masculino na 8ª posição

(Foto: Rio 2016) - Brasil perde para Espanha e se despede do polo aquático masculino
(Foto: Rio 2016)

A esperança de primeira medalha olímpica da história do polo aquático brasileiro terminou com uma melancólica despedida na oitava colocação para a seleção masculina. Depois de sonhar com o pódio no Rio, o País perdeu até a disputa da sétima colocação para a Espanha neste sábado, por 9 a 8, no último dia da modalidade nos Jogos.

O público compareceu em bom número ao Estádio Aquático Olímpico e manifestou seu apoio à seleção, mas na piscina, os jogadores demoraram para acordar, foram mal no primeiro período e permitiram que a Espanha abrisse vantagem no placar, dificultando a tarefa dos donos da casa.

Com isso, chegou ao fim o ambicioso projeto do polo aquático brasileiro e que contou com diversas naturalizações de jogadores para reforçar uma equipe que nunca havia brigado entre os grandes da modalidade. Além do técnico croata Ratko Rudic, a seleção trouxe o goleiro sérvio Slobodan Soro e jogadores como o espanhol Adrian Delgado, o croata Josip Vrlic, o cubano Ives Alonso, o italiano Paulo Salemi. Também repatriou Felipe Perrone, nascido no Rio, mas que vinha jogando pela Espanha.

Inicialmente, o projeto deixou todos otimistas, o Brasil passou a bater de frente com algumas potências da modalidade e o otimismo chegou ao auge como início da campanha na Olimpíada. Foram três vitórias seguidas, sendo a última delas diante da poderosa Sérvia, atual campeã mundial e que, posteriormente, chegaria à final dos Jogos, que será disputada ainda neste sábado.

Só que o bom momento brasileiro parou aí. A partir de então, foram derrotas na fase de grupos para Grécia e Hungria, queda nas quartas de final para a Croácia e novo resultado negativo no torneio de consolação para a Hungria. Nem mesmo diante da Espanha, o Brasil conseguiu se despedir com vitória.

Vale lembrar que a seleção também sofreu com problemas internos. Isso porque na última quarta-feira, Ratko Rudic decidiu cortar o goleiro Vinicius Antonelli e Paulo Salemi do elenco, depois que os dois jogadores "escaparam" da Vila Olímpica sem autorização.