28°
Máx
17°
Min

Brasileira acusada de fotografar rival nua é só advertida e mantém sonho olímpico

A lutadora Rafaela Araújo, uma das três brasileiras que disputam a vaga olímpica na categoria até 57kg do tae kwon do, foi apenas advertida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Tae Kwon Do (CBTKD) em julgamento realizado na tarde desta sexta-feira, no Rio. Ela era acusada de ter fotografado uma rival nua.

De acordo com o advogado dela, Marcel Camilo, o tribunal inicialmente condenou Rafaela por atitude antidesportiva, uma vez que ela desconfiou da arbitragem e entrou indevidamente no local da pesagem da seletiva aberta, realizada em João Pessoa (PB), em dezembro. Mas, como ela não tem antecedentes, a pena foi transformada em advertência.

Assim, a lutadora de São Caetano do Sul (SP) segue apta a participar da última etapa da seletiva olímpica do tae kwon do. No próximo fim de semana, em Vitória (ES), ela vai lutar contra Julia Vasconcelos e Talita Djalma pelo direito de ser apontada pela CBTKD como representante do Brasil na categoria até 57kg.

Durante o julgamento desta sexta, Rafaela pediu desculpas a Paloma Lima, atleta de Rio Claro (SP), que acusava a rival de invadir o vestiário onde ocorria a pesagem da seletiva de dezembro e tê-la fotografado nua enquanto realizava a pesagem oficial. Rafaela nega veementemente que tenha tirado fotos, mas Paloma abriu um Boletim de Ocorrência contra ela temendo a divulgação dessas imagens.

O STJD da CBTKD também deveria julgar nesta sexta-feira outro atleta classificado para a seletiva olímpica: André Bilia, também de São Caetano do Sul, que, junto com três companheiros de equipe, é acusado de espancar um rival durante a mesma competição, nas arquibancadas.

Mas a defesa de William Matias, de Suzano (SP), que reclama ter sido agredido pelos rivais e pelo técnicos deles, pediu para que mais duas testemunhas sejam ouvidas. O julgamento foi adiado e só deve acontecer depois da seletiva. Se punido e suspenso, André poderia ficar impossibilitado de disputar a Olimpíada caso consiga a vaga. Ele disputa a indicação no peso pesado (+80kg) contra Maicon Siqueira e Guilherme Felix.

A CBTKD recebeu quatro convites para a Olimpíada, e, no feminino, escolheu distribuí-los nas categoria até 49kg e até 57kg. Na mais leve, garantiu a vaga a Iris Sing, que havia antes conseguido a classificação pelo ranking olímpico.

Já no masculino a entidade optou pelo peso pesado quando ainda sonhava com a possibilidade de ter Anderson Silva na Olimpíada. Depois, apontou também a até 58kg, que terá João Miguel Neto, Leonardo Moraes e Venilton Teixeira se enfrentando em Vitória.