28°
Máx
17°
Min

Brasileiras vão mal no primeiro dia do golfe feminino; tailandesa lidera

(Foto: Divulgação/CBG) - Brasileiras vão mal no primeiro dia do golfe feminino
(Foto: Divulgação/CBG)

O primeiro dia do golfe feminino na Olimpíada do Rio não foi nada bom para as brasileiras. Miriam Nagl e Victoria Lovelady não começaram bem a disputa e ficaram bastante próximas da lanterna da classificação. Situação bem diferente da vivida pela tailandesa Ariya Jutanugarn, que finalizou a quarta-feira na liderança.

No Rio, o golfe está sendo disputado em uma Olimpíada pela primeira vez desde St.Louis, nos Estados Unidos, em 1904. O torneio feminino, no entanto, aconteceu somente uma vez na história dos Jogos, em 1900, em Paris.

Com isso, Miriam Nagl deu nesta quarta a primeira tacada do golfe feminino em uma olimpíada em 116 anos. No masculino, a honraria também já havia sido destinada a um brasileiro, Adilson da Silva.

Só que este foi o único motivo para o País comemorar nesta quarta-feira. Longe de terem um bom dia, Miriam e Victoria terminaram o dia empatadas na 56.ª colocação da tabela, ao lado de outras duas golfistas. Atrás delas, somente a marroquina Maha Haddioui, lanterna da tabela.

Tanto Miriam quanto Victoria completaram os 18 buracos do campo em 79 tacadas, oito abaixo do par de 71. Jutanugarn liderou com seis tacadas abaixo do par, seguida pelas sul-coreanas Inbee Park e Seiyoung Kim, empatadas na segunda colocação com cinco abaixo do par.