22°
Máx
14°
Min

Brasileiro cai nas quartas do taekwondo e tem que torcer por nigeriano

(Foto: Rio 2016) - Brasileiro cai nas quartas do taekwondo
(Foto: Rio 2016)

Um atleta do Níger foi responsável, neste sábado, por impedir que o Brasil sonhasse com mais uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio. Abdoulrazak Issoufou Alfaga venceu Maicon Siqueira por 6 a 1 em duelo válido pelas quartas de final da categoria +80kg do taekwondo e tirou o brasileiro do caminho da final, neste sábado à tarde, na Arena Carioca 3.

Isso não significa, porém, que Maicon não tenha mais chances de ganhar uma medalha. Ele pode ir para a repescagem caso o africano vença seu próximo confronto e chegue até a final. Pelas regras do taekwondo, diferente do judô, as chaves da repescagem são formadas pelos atletas derrotados pelos finalistas.

"Não consegui alcançar minha meta. É sentar, analisar os adversários e esperar. Torcer para que ele (o nigerino) possa vencer a próxima luta e eu possa buscar o bronze", comentou Maicon, atleta de São Caetano do Sul (SP) que venceu a seletiva nacional para ficar com a vaga destinada ao país-sede, estreou com vitória sobre Stephen Lambdin, dos EUA, na primeira rodada, pela manhã.

Contra o nigerino, fez o primeiro ponto e chegou ao segundo round em vantagem. Aos poucos, porém, perdeu o controle da luta. Levou a virada e foi para o terceiro round perdendo por 2 a 1. Na base do tudo ou nada, nos segundos finais, ainda levou dois golpes. Um deles, um chute na cabeça que até fez sua proteção voar.

Maicon é o último atleta brasileiro a competir no taekwondo. Na quarta-feira, Venilton Teixeira e Iris Sing caíram antes de chegar à disputa por medalhas - o lutador também foi até as quartas. Na quinta, foi a vez de Julia Vasconcelos ser eliminada sem ir longe.