23°
Máx
12°
Min

Brasileiros são eliminados no C2 e País encerra participação na canoagem slalom

(Foto: EBC) - Brasil encerra participação na canoagem slalom
(Foto: EBC)

O Brasil encerrou sem medalhas a sua participação na canoagem slalom dos Jogos do Rio. Nesta quinta-feira, os últimos brasileiros na briga eram Charles Corrêa e Anderson Oliveira, dupla do C2, que foram eliminados nas semifinais da competição, em Deodoro. Eles terminaram a Olimpíada na 11.ª colocação.

Por ter menos embarcações do que as provas de K1 e C1, por exemplo, o C2 teve 11 duplas nas semifinais e, dessas, dez avançariam à final. E os eliminados foram justamente os brasileiros, que desceram o canal em 116s49, já descontando um acréscimo de 6s por tocarem em três balizas. Eles acabaram fora da final por apenas 0s23. Sem considerar faltas, fizeram o oitavo melhor tempo.

De qualquer forma, a canoagem slalom do Brasil chegou a um feito histórico no Rio, disputando medalha com Pedro Gonçalves, o Pepê, no K1 masculino. Ele até liderou a final, na quarta, mas terminou no sexto lugar, melhor resultado do País em Olimpíadas.

Ana Sátila fez a terceira melhor descida da fase classificatória do K1 feminino, mas sofreu uma punição por perder uma porta e não conseguiu vaga na semifinal. Ela era a principal esperança de medalha do País na canoagem antes de a Olimpíada começar.