20°
Máx
14°
Min

Britânicos lembram que problemas em Vilas Olímpicas 'não são incomuns'

(Foto: Beth Santos/ PCRJ) - Britânicos lembram que problemas em Vilas Olímpicas 'não são incomuns'
(Foto: Beth Santos/ PCRJ)

A recusa da delegação australiana em se hospedar na Vila Olímpica até que sejam feitos reparos nas redes elétrica, hidráulica e de gás no edifício onde deveria ficar durante a Olimpíada foi a reação mais forte até o momento entre as 66 delegações que já possuem representantes na vila. Mas alguns comitês olímpicos nacionais decidiram realizar obras "pontuais" por conta própria, como é o caso dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. O Rio-2016, por sua vez, reconheceu problemas em alguns dos imóveis.

"Como acontece em todos os Jogos, estamos trabalhando com os organizadores locais para resolver questões menores para termos certeza de que a Vila está pronta para o Time dos Estados Unidos", informou em nota o comitê olímpico americano.

Os britânicos informaram ter sido "um dos primeiros" a chegar ao Rio para conhecer a Vila dos Atletas, e que desde o início da semana "têm se reunido diariamente com o Comitê Organizador Local e os nossos colegas de outros comitês nacionais para encontrar soluções para os problemas que surgiram na vila". O Comitê Britânico confirmou que "tem encontrado algumas dificuldades", mas ressaltou que isso "não é incomum nesse tipo de novas estruturas".

O Rio-2016, que está gerenciando a vila desde o dia 15 de junho, quando recebeu os imóveis erguidos pelas construtoras Carvalho Hosken e Odebrecht, reconheceu que nem todos os apartamentos estavam em condições.

"Quando chegamos à reta final dos preparativos na Vila Olímpica para receber os atletas identificamos que alguns quartos precisavam de reparos extras. Estamos trabalhando 24 horas para resolver todos os problemas. Infelizmente isso ainda vai levar uns dias", informou, por meio de nota.

O Rio-2016 informou ainda que os atletas da Austrália deverão ocupar provisoriamente outro edifício da vila. "Lamentamos qualquer inconveniente que isso possa causar e agradecemos enormemente a compreensão dos Comitês Olímpicos Nacionais neste momento. Estamos unindo esforços e trabalhando intensamente para resolver todos os problemas da Vila Olímpica o mais rápido possível", prossegue a nota.

Desde o início da semana passada, quando começaram a chegar os primeiros chefes de delegação para vistoriar as instalações, 900 pessoas já ocupam a Vila dos Atletas. Dessas, 200 são atletas, que chegaram à vila na manhã deste domingo. Até o final do dia, a expectativa é que o local já esteja ocupado por representantes de 90 países.