22°
Máx
17°
Min

César Castro vai à semifinal do trampolim de 3 metros no Rio-2016

(Foto: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB) - César Castro vai à semifinal do trampolim de 3 metros no Rio-2016
(Foto: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB)

Sonhando com uma vaga na final do no trampolim de 3 metros, o brasileiro César Castro teve desempenho irregular nesta segunda-feira nas eliminatórias no Rio-2016, mas conseguiu avançar à semifinal. O vento e um erro no segundo salto quase impediram a classificação do experiente atleta, que disputa sua quarta Olimpíada na carreira.

Castro avançou em 14º lugar entre 29 competidores, com 398,85 pontos, após executar seis saltos. O melhor do dia foi o chinês Yuan Cao, com 498,70 pontos. Somente os 18 melhores avançaram à semifinal em uma disputa marcada pelo forte vento no Centro Aquático Maria Lenk.

Além do vento, Castro teve problemas no seu segundo salto, quando recebeu nota de apenas 41,85 dos jurados. O atleta de 33 anos, no entanto, não se abalou e reagiu logo no salto seguinte, quando obteve sua maior avaliação, de 76,50. Assim, se colocou entre os classificados, após figurar em 26º.

Questionado sobre o erro no segundo salto, Castro admitiu que quase colocou tudo a perder. "Tinha certeza de que já era. Foi. Mas mantive o foco e pensei somente no próximo salto, um de cada vez. Consegui voltar e executar bem nos saltos seguintes o que havia errado antes. É um fator positivo da experiência. E isso ajudou bastante hoje", afirmou o atleta.

Para alcançar a final, o brasileiro terá que melhorar o rendimento, em comparação ao desempenho desta segunda. "Vou tentar repetir ou melhorar o que fiz hoje. No caso do segundo salto, com certeza eu preciso melhorar", projetou Castro, que sonha em repetir Atenas-2004, quando foi finalista. Terminou em 9º lugar naquela edição dos Jogos.

Vivendo bom momento na carreira, Castro volta a saltar na manhã desta terça-feira, às 10 horas, para tentar buscar a vaga na final. O brasileiro está embalado por bons resultados, como o quinto lugar obtido na Copa do Mundo de Saltos Ornamentais, repetindo seu melhor resultado na carreira, a quinta posição no Mundial de Roma, em 2009.