23°
Máx
12°
Min

Com 2 de Marta, seleção goleia Suécia e garante vaga nas quartas

(Foto: EBC) - Com 2 de Marta, seleção goleia Suécia e garante vaga nas quartas
(Foto: EBC)

Empurrada por um dos maiores públicos do Rio-2016, a seleção feminina de futebol conquistou a segunda vitória na Olimpíada. O time de Marta goleou a Suécia por 5 a 1, na noite deste sábado, no Engenhão, e garantiu a classificação antecipada para as quartas de final. Brilhou a dobradinha da capitã com Cristiane, que causou preocupação na torcida ao sair de campo com dores musculares.

O placar foi aberto por Beatriz, aos 21 minutos. Ela aproveitou um vacilo da defesa adversária. A Suécia teve um gol na sequência anulado por impedimento. O segundo gol veio num cruzamento de Marta para Cristiane, que finalizou de calcanhar. Aos 44, Cristiane foi derrubada por Eriksson. Marta bateu no canto direito, fazendo o terceiro da partida.

A capitã voltou a marcar aos 35 minutos do segundo tempo. Beatriz fechou a goleada aos 40 minutos. A Suécia tirou um pouco da graça da festa da torcida brasileira quando Schellin fez o gol de honra aos 44.

A torcida retribuiu a atuação de Marta com um sonoro: "Ah, é melhor que Neymar, é melhor que Neymar". No jogo de estreia, a atacante havia criticado a comparação em entrevista ao fim da partida. Ela e Cristiane são as artilheiras do time, com dois gols cada.

O JOGO - A seleção começou o primeiro tempo com forte pressão, mas sem eficiência nas finalizações e permitindo contra-ataques. O primeiro perigo de gol partiu da Suécia aos 10 minutos. Asllani chutou fraco, dentro da pequena área, para a goleira Bárbara agarrar.

No segundo tempo, a seleção segurou mais a bola no seu campo, sem as arrancadas que empolgaram a torcida na primeira etapa. Formiga foi substituída aos 8 minutos da etapa final por Andressinha. Em seguida, aos 19, Cristiane sentiu lesão muscular e deixou a partida. Debinha entrou no lugar dela. Aos gritos de "olé" da torcida, a seleção passou a administrar o jogo, mas não faltou chapéu dado por Beatriz e dribles de Marta na pequena área.

PRÓXIMA PARTIDA - A seleção tem o melhor rendimento entre as 12 que disputam o torneio, com oito gols marcados e um contra. As brasileiras lideram o Grupo E, com seis pontos, seguidas das chinesas, com quatro, que na preliminar derrotaram as sul-africanas, que ainda não pontuaram, por 2 a 0. O time do Brasil encerra sua participação na primeira fase enfrentando a África do Sul, em Manaus, na próxima terça-feira. Suécia, com três pontos, e China completam a rodada em Brasília.

Organizadores estimaram que mais de 40 mil ingressos foram vendidos para o jogo. O público oficial presente no estádio, porém, não foi informado. A animação da torcida começou antes do início da partida, quando o time brasileiro entrou no campo para aquecer. Daí para a frente, a torcida se empolgou, com "olas" e palmas sequenciadas e cantou a segunda parte do hino, omitida pelo sistema de som. Teve também muito "Fora Temer" e vaia nas jogadas da Suécia.

O time dos Estados Unidos, sempre favorito, que ganhou quatro das cinco edições do torneio olímpico de futebol feminino, também venceu neste sábado ao superar a França por 1 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte. Foi a segunda vitória norte-americana no Rio-2016, o que também dá ao time a classificação para as quartas de final.

Em São Paulo, no Itaquerão, a seleção do Canadá também assegurou a classificação antecipada às quartas de final ao derrotar o Zimbábue por 3 a 1.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 5 x 1 SUÉCIA

BRASIL - Bárbara, Fabiana (Poliana), Monica, Rafaelle, Thaisa, Tamires, Formiga(Andressinha), Andressa Alves, Marta, Cristiane (Debinha) e Beatriz. Técnico: Vadão.

SUÉCIA - Lindahl, Berglund, Fischer, Eriksson (Andersson), Dahlkvist, Schelin, Asllani (Appelqvist), Jakobsson, Rolfo (Schought), Rubensson e Seger. Técnica: Pia Sundhage.

GOLS - Beatriz, aos 21, Cristiane, aos 24, e Marta (pênalti), aos 44 minutos do primeiro tempo. Marta, aos 35, Bia, aos 40, e Schelin, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRA - Lucila Venegas, do México.

CARTÕES AMARELOS - Eriksson e Asllani.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)