22°
Máx
14°
Min

Com apoio de Thiago Pereira, Los Angeles lança campanha por Jogos de 2024

(Foto: Divulgação/Danilo Verpa) - Com apoio de Thiago Pereira, Los Angeles lança campanha por Jogos de 2024
(Foto: Divulgação/Danilo Verpa)

Um ídolo do esporte olímpico brasileiro é um dos garotos propaganda da candidatura de Los Angeles para receber os Jogos de 2024, daqui a oito anos. Na terça-feira à noite, a cidade norte-americana apresentou sua campanha para sediar a Olimpíada e contou com o apoio de Thiago Pereira, que mora e treina no segundo município mais populoso dos EUA.

""Eu apoio os Jogos de Los Angeles 2024. Escolhi não apenas porque moro aqui, mas por acreditar na cidade. Competi nos quatro cantos do mundo e posso dizer que L.A. (Los Angeles) é diferente", disse Thiago Pereira, representante dos atletas no evento de lançamento da campanha.

O curioso é que o brasileiro, de 30 anos, indicou que se vê competindo em Los Angeles, quando terá 38. "Poucos atletas tiveram a chance de competir uma Olimpíada em casa. Eu terei essa oportunidade em agosto no Rio de Janeiro. Mas, se Los Angeles for eleita, eu terei essa chance novamente, já que aqui é minha segunda cidade", afirmou.

Além de Thiago, estiveram presente no evento Casey Wasserman, presidente do comitê organizador, Eric Garcetti, prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, e Lisa Baird, representante do Comitê Olímpico dos EUA. O órgão fez uma prévia interna para escolher Los Angeles como candidata americana. Boston venceu, mas desistiu da campanha, abrindo espaço para a cidade californiana.

No lançamento da campanha, Los Angeles apresentou a logomarca e o slogan da candidatura. A logo já é considerada a mais bonita dentre as candidatas, e tem um anjo de corpo bastante atlético indo de encontro à luz do sol, o que gera uma interessante coloração. O slogan é: "Siga o sol", numa referência ao fato de Los Angeles ser um famoso destino de praia e sol.

A cidade já foi sede dos Jogos Olímpicos em duas oportunidades: em 1932 e 1984, e tem como um dos argumentos para vencer o fato de já contar com boa parte da estrutura necessária para receber a Olimpíada. Mas os americanos têm rivais de peso: Roma (sede em 1960) e Paris (em 1900 e 1924), além da azarã Budapeste, capital da Hungria. A escolha será em setembro de 2017. Hamburgo também queria se candidatar, mas a população rejeitou a ideia em votação.